DIÁSPORA

DIÁSPORA | Exposição sobre as vivências culturais dos açorianos no Centro da Califórnia

582views

O museu Carnegie da cidade de Hanford, no Vale de São Joaquim, centro da Califórnia, acaba de iniciar a segunda de uma série de três exposições sobre a presença portuguesa nesta cidade e em todo o condado de kings, onde estão outras cidades com forte presença portuguesa, como Lemoore, Stratford, Corcoran e no vizinho condado de Fresno, Laton e Riverdale. 

A exposição continua até ao dia 13 de agosto e nesta segunda edição o enfoque vai para as tradições populares, desde a festa à matança do porco, das filarmónicas até à rádio em língua portuguesa, e passando por um tributo aos inúmeros emigrantes e açor-descendentes que serviram nos vários ramos das forças armadas dos Estados Unidos e o papel da religião e da igreja na vida dos emigrantes.

Os curadores desta exposição, Kathi Mendes-Gulley e Michael Semas, trabalharam arduamente com voluntários da comunidade que doaram o que está em exposição, desde vestidos e capas das rainhas, a instrumentos musicais.  Os curadores dizem-nos que depois desta exibição, haverá um terceiro e último segmento de setembro a dezembro, onde darão enfase à presença portuguesa na agricultura, artes, tecnologia, no mundo empresarial e mundo do ensino. 

Esta é a primeira vez que um museu de um condado da Califórnia, dedica três exposições consecutivas aos contributos dos emigrantes açorianos e seus descendentes.

Para Diniz Borges, diretor do Portuguese Beyond Borders Institute da universidade estadual da Califórnia em Fresno, onde está em exposição no museu um breve vídeo para chamar a atenção ao novo documentário do projeto de histórias orais deste instituto universitário: “esta é uma oportunidade única para falarmos da nossa comunidade, dos nossos contributos para o vale de São Joaquim.”  O documentário, Histórias por Contar: a Festa Portuguesa no Centro da Califórnia terá a sua estreia durante esta exibição.   Para Diniz Borges, esta é ainda mais uma oportunidade para:  “olharmos ao passado, celebrarmos o passado, mas contruirmos o futuro.  Estes eventos também devem servir de espaços onde possamos olhar ao que fomos, somos e o que queremos ser, particularmente quando a comunidade é substancialmente diferente do que era há 50 anos.”    

A cidade de Hanford tem cerca de 59 mil habitantes, dos quais segundo dados do censo americano, cerca de 6,5% são de origem portuguesa, ou seja, cerca de 4000 pessoas.  O condado de kings, segundo os mesmos dados tem cerca de 10 mil pessoas de origem portuguesa, mais de 90% dos Açores e desses quase todos das ilhas Terceira, São Jorge, Pico e Faial.