LOCAL

VELAS | Município com orçamento para 2022 superior a 11,3 Milhões de Euros

240views

O Orçamento e as Grandes Opções do Plano do Município de Velas para o ano de 2022 tem um valor global de 11.376.380 Euros (onze milhões, trezentos e setenta e seis mil, trezentos e oitenta euros), tendo sido aprovado sem votos contra, primeiramente em reunião de Câmara e posteriormente em Assembleia Municipal. Para o Presidente do Município, “com esta aprovação inicia-se assim um novo ciclo de desenvolvimento do Nosso Concelho”.

Luís Silveira entende que os documentos provisionais são bem demonstrativos da capacidade da Autarquia em continuar a desenvolver a Nossa Terra. De salientar que os documentos agora aprovados prosseguem a estratégia de rigor e de maior contenção da despesa pública, para reforço e consolidação das finanças municipais, assim como o desenvolvimento sustentável e harmonioso do Concelho, visando sempre a melhoria da qualidade de vida dos Munícipes.

Entende o Autarca que, após oito anos de muito trabalho, dedicação e empenho, ultrapassando inúmeros constrangimentos aos mais variados níveis, hoje temos os Colaboradores do Município, motivados e determinados para juntos continuarmos esta difícil missão de fazer do Nosso Concelho um lugar onde cada vez mais se gosta de estar e viver, mas também preparados para bem receber quem escolha a Nossa Ilha para seu destino de férias, mantendo a promoção da mesma por via da marca patenteada “Velas Capital do Queijo”. O Plano e Orçamento para 2022 é, sem dúvida, um documento estruturante, que visa o desenvolvimento da Nossa Terra e o bem-estar das Nossas Gentes, indo ao encontro daqueles que são os compromissos sufragados no último ato eleitoral autárquico, mas sempre no estrito cumprimento da aplicação da legislação em vigor.

Trata-se de um Orçamento realista e exequível tendo por base os seus fundos próprios mas também as receitas provenientes no âmbito do próximo Quadro Comunitário de Apoio, prevendo-se uma receita global na ordem dos 11,3 milhões de euros (dos quais a despesa corrente corresponde a sensivelmente 4,5 milhões de euros e as despesas de capital a 6,5 milhões de euros), sendo os encargos com dívida à banca na ordem dos 300 mil euros.

Segundo Luís Silveira, este é um Orçamento que prevê a realização de inúmeras obras, sendo bem demonstrativo na nossa capacidade de investimento mas, sobretudo, da realização de candidaturas ao novo Quadro Comunitário de Apoio 2021/2027, visando uma série de investimentos nos mais diversos setores e áreas, nomeadamente social, cultural, recreativo e desportivo, mas também na criação de mais e melhores condições de vida de forma generalizada aos Munícipes. Para além do investimento previsto, que será certamente um contributo para o desenvolvimento da economia local, este Orçamento continua a ser amigo das famílias, mantendo o IMI nos mínimos, bonificando as famílias com filhos, devolvendo-lhes a totalidade das receitas próprias do Município em sede de IRS, permitindo-lhes beneficiar de um melhor rendimento mensal, sendo mesmo o Município da Região com a menor Carga Fiscal para as famílias e empresas.

Mas este é também um Orçamento que visa aumentar o apoio social, por via do significativo valor na atribuição de Bolsas de Estudo aos Jovens do Concelho; o apoio à Natalidade; o SOS Idoso, bem como a manutenção do apoio de um Corpo Permanente de Primeira Intervenção para Socorro à População e, claro, a disponibilidade orçamental para continuar a apoiar as Nossas Instituições. Importa referir que houve uma atenção especial no aumento considerável de recursos financeiros atribuir às Juntas de Freguesia, por via dos Contratos de Delegação de Competências, que atinge no presente mandato autárquico os 20%, sendo estas o principal parceiro da Autarquia.

Por outro lado, este é um orçamento que mantém uma postura de proximidade com o setor empresarial, continuando a não cobrar o Imposto de Derrama às empresas, permitindo-lhes reinvestirem os seus lucros no Concelho, criando mais riqueza e mantendo e gerando novos postos de trabalho.

Para Luís Silveira, este é um Orçamento que prevê criar melhores condições de vida à População, estimular a Economia local e colaborar com as Nossas Instituições, acreditando que todos juntos vamos construir um Concelho cada vez melhor, e onde se gosta de estar e viver…

CMV/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.