LOCAL

MÃE, PROFUNDA GRATIDÃO D’AMINHALMA! | Artigo de Opinião por Marcos Oliveira Pinheiro

206views

Dia 4 de janeiro de 2022, um belo amanhecer na Lagoa da Conceição. As seis horas e sete minutos da manhã, o tempo fecha com o tempo! Lagrimas do céu, vindas do oeste.

Escurece, a Lagoa entristece.

Um sangue 100% de gente de coragem que deixou AZILHAS AÇORIANAS em 1747, para buscar vida e esperança no mundo novo, a três meses navegando rumo ao atlântico sul.

Da Freguesia da Praia, na Ilha Terceira vieram os Jaques, no Canto da Lagoa, agricultores morro acima. Da Freguesia Vila Nova do Topo, vieram os Oliveira, na Lagoa da Conceição, pescadores lagoa abaixo. A menina nascida Residência número um da Caeira da Lagoa, ali ao lado da seringueira, casa do Dindinho, Vô Deca e da Dindinha Vó Isolina.

A menina foi pro centro do Coração de Jesus, no Magistério se internou e se descobriu. Encontrou o Marinheiro, mas a ancora sempre ficou ancorada na Ilha de Santa Catarina.

Nascemos três, enchemos a Caeira da Lagoa. A Professora, Diretora, Orientadora comandava com firmeza e carinho a Escola Básica Municipal Henrique Veras. Criou uma legião de gente que gostava de nós, só por ser filho dela…

Todos os pedidos de pão velho eram atendidos lá em casa, ninguém saia de mãos vazias, um prato de comida, roupas, trocados. Os amparos eram além de sobrevivência do corpo, acalento para as almas. Nasceram dois netos, alegria da vida cuidar dos meninos amados. Da mãe Rita herdou a bondade e a simplicidade, do pai Damião, a coragem.

Veio a festa de 80, 19 de novembro de 2021, uma não, quatro festas! Esse ajuntamento era diferente e especial demais para quem não gostava de festa, tudo foi como ela queria. Os anjos avisaram para fazer bastante festa? Dia 31, a praticidade e a vontade de não dar trabalho pra ninguém, nos reunimos na Baia Sul.

As palavras foram:

  • Todos aqui!
    Com o semblante era tranquilo!
  • Agora vocês podem ir!
  • Vão, vão!
  • Fiquem tranquilos!
  • Sem emoções!
  • Vai dar tudo certo!

A meia noite do dia 31 de dezembro de 2021, a Lagoa estava serena, caprichosamente espelhada para refletir as luzes brancas dos postes das Rendeiras e das luzes coloridas do futuro… Na Ponta Das Almas eu a Léia e o Hachi, o cão Campechino completando um ano na virada no ciclo, amado pela Vovó, escutávamos o estouro abafados pelo longe, dos fogos lacrimosos anunciando que a Caeira da Lagoa iria chorar em breve…

O telefone toca, era meu corajoso irmão, escolhido para estar ao lado… Minha irmã que esteve presente em todos os momentos, foi visivelmente poupada…

Os abraços vieram de todos, historias reveladas, ajudas que não eram conhecidas. Uma legião, vizinhos, amigas, ex-alunos, colegas, primas, e aqueles se reuniram para a festa, agora em uma despedida de até logo de presença, mas de um AJUNTAMENTO DE ALMA PRA SEMPRE!

As flores inteiras e pétala a pétala, avoadas sobre azareia cor de ouro da Lomba D’areia, na Rua Manoel Severino de Oliveira, o Dindinho! Na Lagoa da Conceição. A chuva, acalmava a alma, deixava mais verde e as flores, que ela tanto gosta, mais vivas em nossa memória.

Dia 5…
Na caminhada da minha casa até a beira da Lagoa, veio a luz. O brilho dela era tão intenso que ela veio ao mundo para iluminar os seus, todos!!! Dia 5 de janeiro de 2022, as seis horas e sete minutos, o CÉU DA LAGOA DA CONCEIÇÃO, se transforma em uma pintura, digna de um mestre universal. A visão, bem visível, vista de onde ela via quando criança, da casa do Dindinho onde nasceu.

É o recado:

  • Tirem sua tristeza do caminho, que eu quero passar com meu AMOR!
  • Podem chorar, alivia o coração, mas lembrem de mim, COM ALEGRIA!

MUITO OBRIGADO MINHA MÃE ELIETE, SUA BONDADE ESTRAPOLOU ESSE MUNDO.

TE LEVAREI COMIGO A CADA PASSO, A CADA GOTA DE SUOR E LAGRIMA,
SEMPRE NA ALMA E NO CORAÇÃO.

Marquinho da Dona Eliete.

MARCOSPINHEIRO/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.