LOCAL

ATUALIDADE | José Manuel Bolieiro anuncia nova linha marítima a unir São Jorge e o Pico

| Fotos: MM
294views

O Presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, anunciou hoje, numa visita à ilha de São Jorge, que será fixado um barco da Atlânticoline durante três noites por semana nas Velas, na época alta, e que será criada uma nova ligação marítima entre o concelho e São Roque do Pico.

“Este triângulo – São Jorge, Pico e Faial – vai ter agora uma ligação entre Velas e o Pico, o que é uma enorme satisfação”, sublinhou o governante, falando após uma reunião tida com empresários jorgenses.

Tal resposta a nível da mobilidade marítima corresponde a um anseio do Conselho de Ilha, transmitido ao Governo dos Açores aquando da visita estatutária realizada a São Jorge em 2021.

A nível aéreo, e depois da implementação em 2021 da “Tarifa Açores”, uma medida “revolucionária”, a época alta integrará um reforço dos voos da SATA entre São Jorge e as ilhas de São Miguel e da Terceira.

“Vamos aumentar em mais de 50% a oferta de lugares e frequências da SATA para São Jorge, quer da ligação Ponta Delgada/São Jorge, quer da ligação Lajes/São Jorge. Isso vai garantir previsibilidade de oferta, o que permitirá estimular a procura”, afirmou.

“Estou satisfeito, São Jorge merece, e o potencial de economia de São Jorge aumenta agora com esta mudança de paradigma em matéria de acessibilidades”, concretizou o Presidente do Governo.

José Manuel Bolieiro lembrou ainda as medidas já tomadas para potenciar a economia jorgense, num momento em que ainda se sentem os efeitos da crise sismovulcânica na ilha.

Antes, de manhã, o Presidente do Governo integrou o ‘briefing’ semanal a propósito da crise sismovulcânica, destacando que há “um decréscimo consistente” dos sismos registados e sentidos.

A capacidade instalada no terreno está, contudo, como desde o começo, “preparada para o pior”, acrescentou o governante.

“Tal como o CIVISA tem deixado expresso, há um decréscimo consistente de sismos, registados e sentidos. No entanto, apesar deste registo, com a rotação de meios e recursos humanos e capacidade instalada, vamos sempre estar preparados para o pior”, declarou José Manuel Bolieiro, precisamente no dia em que se assinalam dois meses desde o início da crise.

GRA/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.