ÚLTIMAS

AÇORES | Dependências devem ser combatidas pela inclusão e não pela repressão, defende Partido Socialista

443views

Célia Pereira defendeu, esta quarta-feira, “as dependências devem ser combatidas através da inclusão e não pela repressão”.

No âmbito do roteiro da economia social, o GPPS visitou a ARRISCA Carpintaria, uma resposta no âmbito do emprego e da promoção da inclusão social e da inserção sociolaboral de pessoas em risco de exclusão social. Esta valência existe desde 2007 e integra pessoas em risco de exclusão, devido ao seu percurso de vida e à sua doença associada a consumos e dependências.

“O Partido Socialista defende que este tipo de respostas e a inclusão social, acompanhada da inserção sociolaboral de pessoas em risco, é fundamental no combate a este flagelo das dependências, que tanto nos preocupa e tanto afeta a nossa região e a nossa comunidade”, sublinhou.

Para a deputada socialista, o Governo Regional (PSD-CDS/PP-PPM, apoiado pela IL e pelo Chega) deveria “reforçar apoios às instituições que trabalham processos positivos de reintegração de dependentes em recuperação na vida ativa, pela via do trabalho, de forma a que reintegrem o mercado de trabalho e possam ter a oportunidade de viver uma vida digna”.

“É necessário reforçar estas respostas, dotando-as de mais meios e recursos para que elas possam garantir que estas pessoas possam desenhar um novo projeto de vida”, destacou.

Célia Pereira frisou que os utentes desta valência encontram nela “um espaço que lhes permite fazer uma recuperação ao nível do emprego, ao nível da sua inclusão social, ao nível social e laboral através da formação, da capacitação e da sua autonomização”.

“O Partido Socialista entende que o processo de prevenção e combate às dependências deve ir além da reabilitação e do tratamento, deve incidir também na promoção, na autonomização e na integração destas pessoas no mercado de trabalho”, reforçou a deputada do PS/Açores, Célia Pereira.

GPPS/AÇORES/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o Diretor de Programação da Rádio Ilhéu, sediada na Ilha de São Jorge. É também autor da rubrica 'Cronicas da Ilha e de Um Ilhéu' que é emitida em rádios locais, regionais e da diáspora desde 2015.