AGENDA

TERCEIRA | “Moedas Bíblicas e do Próximo Oriente” esta sexta-feira no Museu de Angra

| Fotos: SREAC
100views

A Secretaria Regional da Educação e dos Assuntos Culturais, por via da Direção Regional dos Assuntos Culturais, através do Museu de Angra do Heroísmo, promove, na próxima sexta-feira, 20 de maio, pelas 21h00, a inauguração da exposição “Moedas Bíblicas e do Próximo Oriente”, a terceira de uma série intitulada “A doação do professor Luís Filipe Thomaz”, que será complementada por uma comunicação do colecionador.

A mostra tem origem numa pequena coleção de um médico francês que foi diretor de um hospital em Jerusalém, c. 1950, que compreende moedas cunhadas pelos vários poderes que sucessivamente dominaram a Palestina, a começar no Império Persa, que foi o primeiro grande império da História a cunhar moeda metálica, moedas dos reinos helenísticos dos Lágidas e dos Selêucidas e moedas cunhadas localmente pelas dinastias judaicas dos Hasmoneus (140-37 A. C.) e dos Herodianos.

As moedas mais raras de um dos quatro núcleos da exposição são as cunhagens judaicas, ostensivamente anti-romanas, feitas durante as revoltas de 66-70 (que conduziria à ocupação de Jerusalém e à destruição do Templo) e de 132-135 (revolta de Bar Kokhba). Completam a mostra uma série de cunhagens muçulmanas da Idade Média, e a sua contrapartida cristã: moedas da Península Ibérica, da Sicília, da Península Balcânica e até do grão-ducado de Moscovo, inspiradas em modelos muçulmanos. Estes curiosos tipos híbridos ilustram o que poderia ser o ‘leitmotif’ da coleção: “a moeda através das culturas, a História através das moedas”

GRA/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.