ÚLTIMAS

TERCEIRA | Curso «Bairros Saudáveis, Crianças Felizes» lançado pelo Município de Angra do Heroísmo

419views

No âmbito do projeto AMA Angra, o Município de Angra do Heroísmo em parceria com a associação AMA – Aldeia da Parentalidade, lançou o curso «Bairros Saudáveis, Crianças Felizes».

«O objetivo deste curso, que vai decorrer nos bairros socias da Terra Chã, Lameirinho e São Mateus, é o de dotar os cidadãos de técnicas, conhecimento e informação para que estes sejam capazes de tomar decisões informadas acerca dos alimentos a utilizar e práticas culinárias saudáveis, fazendo escolhas para uma alimentação saudável, promovendo o seu bem-estar e o bem-estar da sua família.», refere Fátima Amorim, Vereadora da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo. 

O curso «Bairros Saudáveis, Crianças Felizes» pretende capacitar os pais, famílias e cuidadores para hábitos alimentares saudáveis das crianças e adolescentes, através da promoção do conhecimento e competências para a adesão à Dieta Mediterrânica, assim como informação e capacitação para a produção, compra, confeção e armazenamento de alimentos saudáveis.

O curso tem a duração de 20 horas de formação, dinamizadas pela nutricionista Vera Berbereia, e conta com a colaboração da técnica Catarina, da Cáritas, numa sessão sobre o cultivo de ervas aromáticas.

«Esta é mais uma iniciativa que resulta da colaboração entre o Município de Angra do Heroísmo e a Associação AMA – Aldeia da Parentalidade, que unindo esforços procuram sempre garantir a todos, e em particular aos que estão em situações de vulnerabilidade, o acesso a informação e conhecimento para que possam promover um ambiente familiar saudável, contribuindo especificamente este curso para o acesso a uma alimentação segura, nutritiva e suficiente às crianças destas famílias», reforça Fátima Amorim.

CMAH/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o Diretor de Programação da Rádio Ilhéu, sediada na Ilha de São Jorge. É também autor da rubrica 'Cronicas da Ilha e de Um Ilhéu' que é emitida em rádios locais, regionais e da diáspora desde 2015.