ÚLTIMAS

REGIÃO | Francisco César diz que aumento de rendimentos é prioridade para o Partido Socialista

218views

O candidato do PS/Açores às eleições legislativas nacionais do próximo dia 10 de março defendeu a necessidade de se continuar a reforçar o aumento dos rendimentos dos portugueses.

Segundo Francisco César, que falava à margem da entrega da lista de candidatos do PS/Açores à Assembleia da República, esta sexta-feira, no Tribunal de Ponta Delgada, a meta passa por atingir, até 2028, “um salário mínimo de mil euros no continente, mais 5% nos Açores”.

Apesar da interrupção da legislatura, Francisco César, lembrou que em apenas um ano e meio de governação do PS foi possível recuperar os rendimentos, “subindo os salários do privado e do público, mas, também, o salário mínimo e o salário médio, acima da inflação”, para além do aumento do rendimento dos pensionistas, ao mesmo tempo em que “se baixavam impostos e o próprio IRS para os escalões mais baixos”, mantendo simultaneamente “as contas públicas em ordem”.

“Em menos de dois anos cumprimos com dois terços do nosso Programa Eleitoral para a Região Autónoma dos Açores”, defendeu o dirigente socialista, que, na ocasião, e acompanhado pelos restantes candidatos do PS/Açores às eleições legislativas nacionais, reforçou o trabalho desenvolvido na última legislatura.

“Na ilha Terceira, por exemplo, os ex-trabalhadores da Base das Lajes vão receber, no dia 9 do próximo mês, a sua pensão sem qualquer tipo de penalização. Mas, também a Universidade dos Açores tem, pela primeira vez, acesso a fundos comunitários que não tinha e vê serem aumentadas em 20% as transferências do Governo da República”, para além do trabalho desenvolvido ao nível da rede de radares meteorológicos e da própria reformação dos Tribunais na Região.

Destacando que o compromisso da lista do PS/Açores à Assembleia da República passa por “continuar a avançar”, ao nível “dos rendimentos e dos impostos”, o socialista defendeu a necessidade de que os próximos quatro anos possam ser “de estabilidade e de decisão” ao nível de medidas que influenciem a vida dos portugueses e dos Açorianos.

“Temos, em breve, dois momentos cruciais, na Região e no país, em que temos de decidir o que pretendemos para o nosso futuro. No país, temos de decidir se queremos voltar para trás, desta vez com Montenegro, Nuno Melo e, pelos vistos, André Ventura, ou continuar a avançar com o Partido Socialista e com Pedro Nuno Santos”, referiu o candidato socialista.

“Nós não podemos voltar para trás, a um tempo de flexibilização do mercado de trabalho, como está previsto no PSD. O que nós queremos é investir nas pessoas, ao contrário daqueles que protagonizam agora a coligação AD no continente e também aqui nos Açores”, defendeu Francisco César, candidato do PS/Açores às eleições legislativas nacionais do próximo dia 10 de março.

PS/AÇORES/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o Diretor de Programação da Rádio Ilhéu, sediada na Ilha de São Jorge. É também autor da rubrica 'Cronicas da Ilha e de Um Ilhéu' que é emitida em rádios locais, regionais e da diáspora desde 2015.