AGENDA

REGIÃO | Agenda. Programa anual de residências de dança contemporânea arranca nos Açores em abril

946views

A MOOT – The Movement Lab, baseada na Terceira, vai criar um programa anual de residências artísticas para bailarinos, performers e intérpretes, envolvendo vários parceiros dos Açores e um da Alemanha.

Chama-se DERIVA e foi um dos 10 projetos selecionados pelo programa europeu Archipel.eu, na categoria “Networking e Cooperação Cultural”, e vai contar com um apoio financeiro de 14.000 euros.

A primeira residência artística acontece já no próximo mês de abril nas ilhas Terceira e São Miguel com os fundadores do Lake Studios Berlin, um centro de investigação e de residências em dança contemporânea, sediado em Berlim. 

Entre 4 e 19 de abril, Marcela Giesche e Mark Grunow vão estar na Terceira a promover uma residência artística, explorando os métodos pedagógicos do ensino de dança, e de 20 a 24 de abril, a Lake Studios e a MOOT, em parceria com o Estúdio 13, vão promover uma masterclass e uma mesa-redonda sobre dança na cidade de Ponta Delgada, dirigida à comunidade de artistas residentes em São Miguel.

Entretanto, esta semana, os responsáveis pela MOOT vão viajar até Berlim para aprender com o exemplo do Lake Studios na construção de um espaço de residência artística que contribua para o desenvolvimento de experiências artísticas de excelência.

Criada, em 2018, pela bailarina e coreógrafa Vanessa Canto e pelo gestor de Saúde Gustavo Neves Lima, ambos terceirenses, a plataforma MOOT consiste numa solução digital de apoio à formação e saúde de bailarinos e praticantes de modalidades associadas ao movimento, e é uma das startups instaladas no TERINOV – Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira. 

Proporcionar condições para a discussão e investigação sobre métodos de formação e de processos criativos; partilhar experiências e trabalhar com a comunidade e artistas locais; documentar um plano de treino de dança e movimento a ser integrado na plataforma MOOT; e realizar um trabalho de prospecção de possíveis locais nas ilhas para a implementação de um centro de residências artísticas são alguns dos objetivos deste programa de residências. 

Durante o período de residências, prevê-se a realização de ensaios abertos ​​e a organização de um encontro com artistas e estruturas culturais locais a decorrer na Casa do Sal, em Angra do Heroísmo, na Terceira.

O projeto DERIVA tem como parceiros o Lake Studios, de Berlim, a Academia de Artes e da Juventude da Terceira, gerida pelo Município da Praia da Vitória, o Estúdio 13 – Espaço de Indústrias Criativas, o TERINOV e a Oficina D’Angra do Heroísmo (Casa do Sal).

O Archipel.eu é um projeto-piloto que visa oferecer oportunidades de financiamento a artistas e organizações culturais das Regiões Ultraperiféricas da União Europeia e dos Países e Territórios Ultramarinos (RUPs). Cofinanciado pela União Europeia, este programa resulta de um consórcio de três parceiros, nomeadamente o Institut Français, a Associação de Países e Territórios Ultramarinos (OCTA) e a Agência de Promoção da Cultura Atlântica (APCA).

GM/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o Diretor de Programação da Rádio Ilhéu, sediada na Ilha de São Jorge. É também autor da rubrica 'Cronicas da Ilha e de Um Ilhéu' que é emitida em rádios locais, regionais e da diáspora desde 2015.