ÚLTIMAS

FAIAL | Governo Regional dos Açores dá início à empreitada de requalificação do Circuito Pedonal e Interpretativo do Monte da Guia

© Governo dos Açores
470views

O Secretário Regional do Ambiente e Alterações Climáticas, Alonso Miguel, e a Secretária Regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas, Berta Cabral, procederam, na segunda-feira, à consignação da “Empreitada de Requalificação do Circuito Pedonal e Interpretativo do Monte da Guia, Ilha do Faial – Zona De Apoio À Visitação”, adjudicada à empresa Afavias – Engenharia e Construções Açores S.A., com um prazo de execução de 90 dias, e que representa um investimento de cerca de 70 mil euros.

O evento ocorreu no Auditório Luís da Rocha Monteiro, na ilha do Faial, e contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal da Horta, Carlos Ferreira, assim como do representante da Afavias – Engenharia e Construções Açores, S.A., Pedro Brito.

Para Alonso Miguel esta é uma obra prioritária: “o Monte da Guia constitui um elemento paisagístico central da cidade da Horta, na vida dos faialenses e para quem nos visita, enquanto local recreativo e turístico, com acentuado valor histórico, cultural e natural, sendo, por isso, uma peça fundamental do desenvolvimento local e regional, que o Governo Regional dos Açores reconhece como prioritário conservar, promover e valorizar”, disse.

O Monte da Guia tem cerca de 74 hectares e insere-se no Parque Natural do Faial, com diversos estatutos de proteção, atendendo aos seus valores paisagísticos, de biodiversidade e de geodiversidade, tais como Área de Paisagem Protegida e Geossítio do Açores Geoparque Mundial da UNESCO.

É abrangido ainda pela Zona Especial de Conservação (ZEC) do Monte da Guia, no âmbito da Rede Natura 2000, para além de constituir o ponto central da Área Protegida de Gestão de Recursos do Canal Faial-Pico/Sector Faial.

“Evidentemente que estas singularidades tornam este Monumento Natural num local único e num autêntico cartão de visita da ilha do Faial e da Região, alvo de enorme procura para visitação e de crescente pressão turística, que importa requalificar, ordenar e proteger”, realça o Secretário Regional.

Esta intervenção de apoio à visitação contempla a construção de um corredor de circulação pedonal e de estadia em segurança com 315 m2, que se estende desde a zona da pequena área de observação da baía de Porto Pim, passando pela atual zona do miradouro das Caldeirinhas, terminando junto ao portão de acesso ao trilho, permitindo a circulação dos visitantes em segurança e sem restrições ou constrangimentos e o acesso a pessoas com mobilidade condicionada.

O projeto prevê também uma zona de apoio para automóveis ligeiros, motociclos e bicicletas, eliminando a sobrecarga na proximidade do muro limítrofe, bem como um conjunto de adaptações complementares, como a reconstrução do muro-banqueta, a substituição do tapete de asfalto por calçada na área pedonal, a colocação de dissuasores a delinear o encontro da zona rodoviária com a zona pedonal, a instalação de porta-bicicletas e de uma guarda de forma a impedir o acesso direto à abertura no muro.

Alonso Miguel assegurou que esta será “uma intervenção reduzida, que pretende respeitar e potenciar a essência da estética natural que o espaço exibe”, e anunciou a realização de uma segunda fase de intervenção, no âmbito da qual se prevê a requalificação do Circuito Pedonal e Interpretativo e a criação de dois miradouros no topo leste do Monte da Guia. 

O Secretário Regional referiu ainda que está também em avaliação a criação de um trilho alternativo, que ligue os miradouros a criar no topo leste à zona do Forte da Greta, e a requalificação do anfiteatro aí existente, criando, assim, uma nova zona de apoio à visitação.

Por seu lado, a Secretária Regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas, Berta Cabral, sublinhou o “momento simbólico na medida em que, após a centralização das Obras Públicas neste departamento governamental, é a primeira vez que lançamos uma obra em conjunto”.

“Temos atualmente a vantagem da cooperação, espírito de equipa e trabalho conjunto; para chegarmos aqui já muito trabalho foi feito, um trabalho silencioso nas direções regionais e nas secretarias regionais”, disse.

Berta Cabral destacou, entretanto, três dimensões nesta intervenção, nomeadamente, a preservação ambiental, a requalificação do espaço, mas particularmente a dimensão turística do empreendimento”.

E prosseguiu: “Damos grande ênfase à criação de novos pontos de visitação, para eliminar a sobrecarga em determinadas atrações. Com isso também contrariamos a ideia de massificação que se cria pela maior pressão pontual apenas em alguns locais”.

A Secretária Regional afirmou ser “uma aposta estratégia deste Governo criar novos pontos de visitação e este projeto vem ao encontro da preocupação e orientação” do Executivo.

GRA/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o Diretor de Programação da Rádio Ilhéu, sediada na Ilha de São Jorge. É também autor da rubrica 'Cronicas da Ilha e de Um Ilhéu' que é emitida em rádios locais, regionais e da diáspora desde 2015.