ÚLTIMAS

FAIAL | Berta Cabral defende que Turismo transformou a sustentabilidade num tema prioritário nos Açores

© Governo dos Açores | Fotos: SRTMI
243views

A Secretária Regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas afirmou este sábado, na ilha do Faial, que “o setor do Turismo, pela sua transversalidade e importância para a economia dos Açores, tornou-se no agente agregador e catalisador para tornar a sustentabilidade num tema prioritário, no topo da agenda de discussão pública, e para facilitar a mobilização de todos setores económicos em torno deste objetivo”.

Berta Cabral falava na Assembleia Participativa dedicada à Agenda 2030 das Nações Unidas, que decorreu na Escola do Mar dos Açores, na cidade da Horta, numa iniciativa da Secretaria de Estado da Presidência do Conselho de Ministros, a que o Governo dos Açores se associou através da Secretaria Regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas.

A sessão contou com a presença do Secretário de Estado do Mar, José Costa, do Secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros, André Moz Caldas, e do Secretário Regional do Mar e Pescas, Manuel São João.

Participaram representantes de vários organismos oficiais dos Açores com o objetivo apresentar contributos para o Relatório Voluntário Nacional 2023, que Portugal vai apresentar junto das Nações Unidas em julho próximo.

O trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pelo Governo dos Açores, mais precisamente no âmbito dos ODS (objetivos de desenvolvimento sustentável), foi apresentado durante esta assembleia, focada especialmente no ODS 14 – Preservar a vida marinha.

Berta Cabral aproveitou a oportunidade para recordar que os Açores foram, até há bem pouco tempo, o único arquipélago do mundo a ser certificado como “Destino Sustentável”, sublinhando que o “ODS 14 – Proteger a Vida Marinha” tem um significado muito particular e uma importância acrescida para a Região.

“Reconhecemos a importância vital destas temáticas para o bem comum e para o futuro do nosso planeta, recorrendo aos princípios fundamentais da Agenda 2030 e aos 17 ODS para orientar, de forma determinante e convicta, as nossas políticas públicas e, muito concretamente, o Programa do XIII Governo dos Açores”, afirmou.

A governante defendeu mesmo que “os Açores têm sido um exemplo de liderança em matéria de sustentabilidade”.

“Em 2017, no Ano Internacional do Turismo Sustentável, a Região anunciou o início do seu processo de certificação como “Destino Sustentável”, através da entidade certificadora Earth Check, de acordo com os critérios do Global Sustainable Tourism Council. Atingimos esse objetivo em 2019 e, atualmente, já alcançamos o Nível III dessa certificação, num percurso evolutivo que nos levará ao Nível de Ouro em 2024”, vincou.

Carolina Mendonça apresentou e destacou a implementação da “Cartilha de Sustentabilidade dos Açores”, um instrumento de apoio à adoção prática dos princípios da Agenda 2030 no quotidiano das organizações, que se “tem destacado como uma referência, sendo premiada a nível nacional, pelo IPAMEI, como o melhor projeto no “Apoio à Transição Sustentável”, no âmbito dos European Enterprise Promotion Awards em 2022”.

Bernardo Brito e Abreu apresentou o Projeto Blue Azores e as parcerias que apoiam os Açores em matéria de conservação do oceano e preservação da vida Marinha.

Berta Cabral disse que “a postura de compromisso permanente e progressista com os princípios fundamentais do desenvolvimento sustentável tem ditado o reconhecimento da Região Autónoma dos Açores como um caso de estudo internacional, com particular incidência na União Europeia, participando recorrentemente em projetos internacionais e iniciativas da Comissão Europeia”.

“A sustentabilidade não é um tema novo nos Açores e é, hoje, um assunto de destaque na agenda pública regional, exigindo responsabilidade aos governantes e às populações, mas que nos prepara para um novo futuro e nos confere a liderança na evolução para um novo paradigma”, frisou.

GRA/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o Diretor de Programação da Rádio Ilhéu, sediada na Ilha de São Jorge. É também autor da rubrica 'Cronicas da Ilha e de Um Ilhéu' que é emitida em rádios locais, regionais e da diáspora desde 2015.