XTB

ATUALIDADE | Papa e patriarca da Igreja Ortodoxa Copta sublinham «amizade crescente» entre as duas comunidades

Foto: Vatican Media
528views

Ecclesia – O Papa Francisco recebeu hoje, no Vaticano, Tawadros II, patriarca da Igreja Ortodoxa Copta, no Egito, saudando a “amizade crescente” entre as duas comunidades e evocando os seus mártires.

“Imploro convosco a Deus Todo-Poderoso, por intercessão dos Santos e Mártires da Igreja copta, a fim de que nos ajude a crescer na comunhão, num único e santo vínculo de fé, de esperança e de amor cristão”, disse, no início da audiência pública semanal, que decorreu na Praça de São Pedro.

Perante milhares de peregrinos, Francisco recordou os 21 cristãos coptas que foram mortos por membros do autoproclamado Estado Islâmico, na Líbia, em 2015.

“Falando dos mártires da Igreja Copta, que são nossos, quero recordar os mártires da praia líbia que foram martirizados, há poucos anos”, declarou.

O encontro entre o Papa e Tawadros II assinalou o 50º aniversário do encontro entre o Papa São Paulo VI e o Shenouda III, patriarca da Igreja Ortodoxa Copta, em 1973.

“Tratava-se do primeiro encontro entre um bispo de Roma e um patriarca da Igreja ortodoxa copta, que culminou com a assinatura de uma memorável declaração cristológica conjunta, exatamente a 10 de maio”, precisou Francisco, que abdicou da tradicional catequese semanal para dedicar a audiência a este momento ecuménico.

O atual Papa e o líder copta encontraram-se a 10 de maio de 2013, poucos meses após a eleição de ambos, tendo definido esta data como ‘Dia da amizade copto-católica’.

“Rezo para que a luz do Espírito Santo ilumine a sua visita a Roma, os importantes encontros que aqui terá e, em particular, os nossos diálogos pessoais. Agradeço-lhe de coração o seu compromisso na crescente amizade entre a Igreja Ortodoxa Copta e a Igreja Católica”, declarou Francisco.

Peço a todos os presentes que orem a Deus para que abençoe a visita do Papa Tawadros a Roma e ampare toda a Igreja ortodoxa copta. Possa esta visita aproximar-nos mais rapidamente do dia abençoado em que seremos um só em Cristo!”.

O encontro começou com a intervenção de Tawadros II, o qual destacou o “amor fraterno” que tem marcado a relação entre as duas Igrejas e recordou a visita de Francisco ao Egito, em 2017.

“Escolhemos o amor, mesmo indo contra a corrente, em relação ao mundo ganancioso e egoísta; aceitamos o desafio do amor que Cristo nos pede”, observou.

No final da audiência, antes da bênção concedida pelo Papa e o patriarca copta, Francisco rezou pela “martirizada Ucrânia”, pedindo a intercessão da Virgem Maria, “Rainha da Paz”.

O Dicastério para a Promoção da Unidade dos Cristãos (Santa Sé) publicou um livro comemorativo, intitulado ‘A Igreja Católica e a Igreja Copta Ortodoxa. 50º Aniversário do Encontro entre o Papa Paulo VI e o Papa Shenouda III (1973-2023)’, com os principais documentos que testemunham a aproximação entre a Igreja Católica e a Igreja Copta Ortodoxa a partir do Concílio Vaticano II (1962-1965).

O Papa e o patriarca ortodoxo copta assinam juntos o prefácio da obra, destacando a “crescente compreensão” entre as duas Igrejas.

OC/AE/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o Diretor de Programação da Rádio Ilhéu, sediada na Ilha de São Jorge. É também autor da rubrica 'Cronicas da Ilha e de Um Ilhéu' que é emitida em rádios locais, regionais e da diáspora desde 2015.