ÚLTIMAS

ATUALIDADE | Agora declarado pela ALRAA, prepara-se a quinta edição do Dia da Viola da Terra nos Açores

794views

Tudo começou na ilha do Pico, no Festival Cordas, em 2018. Um dia de conferência, que incluiu uma apresentação especial do programa Violas dos Açores, no Auditório da Madalena, depois de uma tarde de convívio e música na MiratecArts Galeria Costa, dedicada aos grupos e tocadores de instrumentos de corda da região, músicos e entidades de cinco ilhas dos Açores fundaram o Dia da Viola da Terra. 

A MiratecArts, entidade organizadora do Festival Cordas, em parceria com a Associação de Juventude Violas da Terra e o maior dinamizador do instrumento nos Açores, o professor Rafael Carvalho, com o apoio dos grupos Casa da Música da Candelária, Grupo de Tocadores de Violas de São Jorge, da Associação de Músicos da Ilha Branca, e ainda o músico Bruno Bettencourt, que mais tarde fundou a associação cultural Sons do Terreiro, declararam que o Dia da Viola da Terra seja a 2 de Outubro,  “porque o dia da música não é só um e os dois corações devem correr todas as ilhas e terras das comunidades açorianas”. A notícia saiu nos meios de comunicação e o desafio foi colocado ao Governo Regional dos Açores para declarar oficialmente este dia. O Dia da Viola da Terra tem sido comemorado pela cidadania desde então. 

Quatro anos e meio passaram, e depois de muitas reuniões e pareceres, a deputada do Partido Socialista, Marta Matos, apresentou na Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, ALRAA, o projeto de resolução “PLANO DE VALORIZAÇÃO DA ´VIOLA DA TERRA´ NA REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES”, o qual recebeu o parecer positivo da ALRAA, votado e aprovado por unanimidade. 

“Agora, prepara-se o quinto ano para valorizar o instrumento musical mais único da região, através do Dia da Viola da Terra,” adiciona Terry Costa, diretor artístico da MiratecArts, “que sempre teve o objetivo de abraçar a cidadania e entidades governamentais que desejam dar espaço à Viola da Terra em eventos dignos que não só celebram o instrumento e suas tradições, mas o elevam para o palco central do quotidiano açoriano, seja nas ilhas ou nas nossas comunidades.” 

Além de incluir declarar do dia 2 de outubro como o “Dia da Viola da Terra”, que aconteceu a 20 de abril 2023 na ALRAA por unanimidade, o Plano de Valorização da ́Viola da Terra ́ na Região Autónoma dos Açores inclui quatro pontos de recomendação ao Governo Regional: 

1 – Declarar o dia 2 de outubro como o “Dia da Viola da Terra”.

2 – Recomendar ao Governo Regional dos Açores que desenvolva os procedimentos necessários à classificação da Viola da Terra como Património Cultural Imaterial.

3 – Recomendar ao Governo Regional dos Açores que desenvolva os procedimentos necessários à implementação de um «Plano Regional para a Valorização da Viola da Terra», que tenha como principais eixos: a) A promoção, divulgação e criação cultural; b) A formação musical de alunos e formadores; c) A formação profissional na arte de construção e de restauro; d) A inventariação, recuperação, divulgação e disponibilização museológica e digital do acervo e patrimônio material existente. 

4 – Recomendar ao Governo Regional dos Açores que o Plano referido no número anterior seja desenvolvido em parceria com as associações, sociedades recreativas, casas do povo, conservatórios, escolas, museus e outras entidades públicas e privadas do setor cultural, inclusive nas comunidades da diáspora açoriana.

MiratecArts, Associação de Juventude Viola da Terra e a Sons do Terreiro Associação Cultural já fazem planos para marcar o quinto ano do Dia da Viola da Terra, em 2023, que, entre outras entidades e músicos, têm vindo a celebrar desde o dia da sua fundação pela cidadania.

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o Diretor de Programação da Rádio Ilhéu, sediada na Ilha de São Jorge. É também autor da rubrica 'Cronicas da Ilha e de Um Ilhéu' que é emitida em rádios locais, regionais e da diáspora desde 2015.