REGIONAL

AÇORES | Sistema de Incentivos ao Desenvolvimento do Artesanato com 241 candidaturas

| Fotos: SRJQPE
257views

A Secretária Regional da Juventude, Qualificação Profissional e Emprego, Maria João Carreiro, adiantou esta sexta-feira que se candidataram este ano ao Sistema de Incentivos ao Desenvolvimento do Artesanato (SIDART) 241 artesãos e unidades produtivas artesanais, mais 45 do que em 2019, antes da interrupção por causa da pandemia.

De acordo com a governante, o montante total da despesa elegível em candidatura é de cerca de 511 mil euros, enquadrada nas diferentes rúbricas do sistema de incentivos, como formação, investimento em unidade produtiva artesanal, qualificação e inovação do produto artesanal e dinamização do setor artesanal, como a participação em feiras.

“O SIDART está ajustado às necessidades de investimento dos artesãos. Este ano foram introduzidas melhorias no seu regulamento, como a possibilidade de comparticipação das despesas de alojamento em território nacional ou internacional para participação em feiras ou a comparticipação de despesas já realizadas e não previstas”, explicou.

Maria João Carreiro falava na feira Expo Açores Artesanato – Semana Cultural das Velas, que decorre até amanhã, em São Jorge, uma estreia no calendário anual de feiras do Artesanato dos Açores, promovido pela Secretaria Regional da Juventude, Qualificação Profissional e Emprego, através do Centro de Artesanato e Design dos Açores (CADA).

“Tendo em conta a expressiva adesão dos artesãos locais, bem como a empenhada cooperação da Câmara Municipal das Velas na organização desta edição experimental, parece-nos que estão reunidas as condições para assegurar que a Semana Cultural das Velas vai passar a integrar o roteiro anual das feiras Expo Açores Artesanato”, anunciou.

A Expo Açores Artesanato – Semana Cultural das Velas, à qual está associado o Quiosque do Triângulo, conta com a participação de 10 artesãos e unidades produtivas artesanais, num espaço que “divulga, promove e celebra o melhor da produção local e regional”.

“Esta é uma oportunidade para mostrar o Artesanato dos Açores não só aos locais, mas também a todos os que visitam a ilha de São Jorge por estes dias que, de resto, está a registar o aumento bastante significativo da procura turística, o que releva sobremaneira depois de uma paragem por causa da pandemia e da crise sismovulcância”, disse.

Maria João Carreiro explicou que o investimento do Governo dos Açores no artesanato visa promover as condições para o seu dinamismo, crescimento e rentabilidade, não apenas na perspetiva da produção, mas também da sua promoção e comercialização, ou seja, numa perspetiva comercial, maximizando o seu impacto na economia local e regional, designadamente através das feiras Expo Açores Artesanato financiadas pelo SIDART.

GRA/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.