REGIONAL

AÇORES | Novo modelo de políticas de qualificação e emprego reforça condições para a fixação dos jovens na região, assegura Maria João Carreiro

©Hugo Moreira
279views

A Secretária Regional da Juventude, Qualificação Profissional e Emprego, Maria João Carreiro, assegurou esta sexta-feira que o “novo modelo de políticas de qualificação e emprego em curso na região reforça as condições para a fixação dos jovens nos Açores”.

A governante, que falava na sessão comemorativa do 24.º aniversário da Escola Profissional de Nordeste (EPN), em São Pedro Nordestinho, frisou, neste sentido, o “amplo e integrado plano de qualificação e emprego que visa capacitar os jovens pela via da formação, com efeitos no seu acesso e permanência no mercado de trabalho”.

“O emprego e a formação não estão dissociados, razão pela qual estamos a potenciar uma maior articulação com as empresas, escolas profissionais e entidades formadoras, para dar resposta aos desafios da qualificação e emprego dos ativos empregados ou desempregados e dos jovens à procura de primeiro ou de novo emprego”, garantiu.

Para o ano letivo de 2022/2023 estão em oferta nas 17 escolas profissionais da região 42 novos cursos de dupla certificação (Ensino Secundário e Qualificação Profissional de Nível IV), mais seis do que no ano anterior, entre os quais os cursos dirigidos ao setor do Turismo, hotelaria e restauração, ao trabalho social ou à produção agrícola e animal.

Este aumento, que é acompanhado do aumento de formandos integrados nas escolas profissionais, pode abranger um total de 800 novos formandos nas escolas profissionais.

Os formandos dos cursos de nível IV podem fazer o seu estágio curricular integrado no curso numa outra ilha que não sua ilha de residência, ao abrigo do MOOV – Programa de Mobilidade, Ocupação e Orientação Vocacional, no que “constitui uma oportunidade para diversificar a aprendizagem e aproximar os jovens ao mercado de trabalho”, disse.

“Afirmámos o compromisso de contribuir para que as novas gerações de açorianos sejam mais qualificadas. O reforço das competências técnicas e o reforço da qualificação profissional são requisitos que determinam a forma como nos posicionamos para vencer os novos desafios de um mercado de trabalho que é hoje mais exigente”, afirmou.

Entre as medidas de apoio ao emprego e à contratação em execução pelo Governo dos Açores, Maria João Carreiro sublinhou o PRO.ATIVO, medida de incentivo à procura ativa de emprego através da atribuição de um apoio financeiro desempregado ocupado ou em estágio, e o programa CONTRATAR, de apoio às empresas que celebrem contratos de trabalho com os desempregados ocupados em medidas temporárias ou estágios.

GRA/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.