SÃO JORGE

SÃO JORGE | ‘Make It Happen Farm’ é um dos condecorados com o certificado ‘Green Key’

© Governo dos Açores
534views

O Secretário Regional do Ambiente e Alterações Climáticas, Alonso Miguel, presidiu esta terça-feira à cerimónia de entrega dos certificados Green Key aos condecorados da Região Autónoma dos Açores, em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel.

Alonso Miguel explicou que “garantir o equilíbrio entre a absoluta necessidade de proteção de um património natural ímpar, de enorme riqueza e diversidade, mas também de grande fragilidade, sem prejudicar o desenvolvimento económico e social dos Açores, é, de facto, um desafio complexo e uma das principais responsabilidades atribuídas à Secretaria Regional do Ambiente e Alterações Climáticas”.

“A sustentabilidade ambiental é, como tal, uma pedra angular para o desenvolvimento da nossa Região, enquanto imagem de marca que alavanca um setor-chave para os Açores, que é o turismo”, asseverou.

O Secretário do Ambiente frisou que “efetivamente, tem sido percorrido um trajeto extraordinário na Região, que levou a que os Açores viessem a ser reconhecidos, em 2019, como destino turístico sustentável pela norma da EarthCheck, de acordo com os critérios do Global Sustainable Tourism Council”.

Em outubro passado, foi possível atingir o nível Prata desta certificação, sendo que, no intuito de manter esta evolução positiva e consolidada, o objetivo passa por obter, já em 2024, o nível de Ouro.

“Os Açores são, na realidade, o único arquipélago no mundo certificado como Destino Turístico Sustentável. Estamos, por isso, focados em assegurar um modelo de desenvolvimento turístico que proteja o que nos distingue e o que de melhor temos para oferecer”, disse.

O governante destacou que “é precisamente este o objetivo de diversos projetos promovidos pelo Governo Regional, através da Secretaria Regional do Ambiente e Alterações Climáticas, como o programa Amigo da Natureza, os Prémios Espírito Verde ou o Galardão Miosótis, e é também este o objetivo do Programa Green Key.

Segundo Alonso Miguel, “o certificado Green Key constitui um mecanismo de acreditação ambiental de empresas do ramo turístico, reconhecido por entidades internacionais, coordenado em Portugal pela ABAE – Associação Bandeira Azul da Europa e da responsabilidade da FEE – Federation for Environmental Education, cujo programa se encontra em posição de liderança enquanto padrão de excelência na esfera da responsabilidade ambiental e da operacionalidade sustentável no seio da indústria turística”.

“Este é um certificado de grande prestígio que representa um compromisso por parte de unidades turísticas como hotéis, hostels, negócios de alojamento local, parques de campismo, campos de férias, centros de conferências, restaurantes, entre outras unidades turísticas, que garantem a sujeição dos seus estabelecimentos turísticos a critérios rigorosos e consentâneos com os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Organização das Nações Unidas a alcançar até 2030”, revelou.

“Por estas razões, e pela sua importância para o turismo sustentável da Região, é com enorme satisfação que procedemos à entrega oficial dos galardões Green Key 2023 a 20 estabelecimentos, de sete ilhas dos Açores, entre um lote restrito de 268 galardoados a nível nacional, e num conjunto de cerca de 4.000 estabelecimentos, de mais de 60 países, de todo o mundo, reconhecendo toda a dedicação e o mérito em busca da excelência ambiental”.

Nesta edição, nos Açores, foram galardoados empreendimentos turísticos nas categorias de Hotel, Turismo em Espaço Rural, Alojamento Local e Parque de Campismo, nomeadamente o INATEL Flores Hotel e o INATEL Graciosa Hotel, nas Flores e na Graciosa, respetivamente, a Pousada Forte da Horta e a Quinta da Meia Eira no Faial, a Aldeia da Fonte e a Areias da Prainha no Pico, o Make It Happen Farm em São Jorge, a Quinta do Martelo na Terceira, e, em São Miguel, o Octant Hotels Furnas, a Quinta das Laranjeiras, o Pestana Bahia Praia, a Quinta da Mó, o The Lince Nordeste Country and Nature Hotel, a Volcanic Charming House, as Casas do Forneiro, as Casas do Vale e a Tradicampo com, a Casa da Fonte, a Casa da Talha, as Casas do Pátio e a Quinta das Cycas.

Alonso Miguel concluiu, afirmando que “são mais quatro unidades turísticas galardoadas nos Açores do que em 2022, o que representa um aumento de 25% em relação ao ano anterior, reforçando esta evolução positiva, que traz grande expetativas de em 2024 poder haver ainda mais unidades turísticas reconhecidas na Região”.

GRA/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o Diretor de Programação da Rádio Ilhéu, sediada na Ilha de São Jorge. É também autor da rubrica 'Cronicas da Ilha e de Um Ilhéu' que é emitida em rádios locais, regionais e da diáspora desde 2015.