ÚLTIMAS

REGIÃO | Pagamento de 88,6 milhões às farmácias “desmente falsas acusações” do PS/Açores

©Hugo Moreira
329views

O deputado do PSD/Açores António Vasco Viveiros afirmou hoje que o Serviço Regional de Saúde já efetuou, desde 2021, pagamentos no valor de cerca de 88,6 milhões de euros às farmácias, o que “desmente as falsas acusações” feitas pelo PS/Açores.

“É falso que não haja pagamentos às farmácias por parte do Serviço Regional de Saúde. Desde o início de 2021, já foram pagos 88,6 milhões de euros. Só nos três primeiros trimestres de 2023, foram pagos mais de 27 milhões. Estes números desmentem as falsas acusações do PS/Açores. O Partido Socialista falta à verdade quando diz que não existe um plano de amortização”, afirmou.

O parlamentar social-democrata lembrou, igualmente, que o anterior governo socialista deixou uma dívida “escondida” às farmácias, paga pelo atual Executivo PSD/CDS-PP/PPM.

“O anterior governo socialista deixou uma dívida de 11,5 milhões de euros às farmácias, que estava escondida nas contas da extinta empresa pública Saudaçor. Foi o atual Governo da Coligação PSD/CDS-PP/PPM que pagou essa dívida deixada pelo PS, como tem pagado muitas outras dívidas deixadas pelos governos socialistas”, sublinhou.

António Vasco Viveiros esclareceu que o aumento da despesa do Serviço Regional de Saúde com a prescrição de medicamentos resulta também do “grande crescimento no número de consultas” aos utentes açorianos.

“Com o Governo da Coligação, o Serviço Regional de Saúde fez, só em 2022, cerca de 419 mil consultas, o que representa um aumento de 50 mil face a 2019. Deste grande crescimento no número de consultas resultou um aumento da despesa com medicamentos, sempre em benefício dos utentes dos Açores”, salientou o deputado social-democrata.

PSD/AÇORES/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o Diretor de Programação da Rádio Ilhéu, sediada na Ilha de São Jorge. É também autor da rubrica 'Cronicas da Ilha e de Um Ilhéu' que é emitida em rádios locais, regionais e da diáspora desde 2015.