ÚLTIMAS

PONTA DELGADA | Prisão preventiva pelo crime de furto qualificado

520views

O Comando Regional dos Açores, através da Esquadra de Investigação Criminal da Divisão Policial de Ponta Delgada, deteve um homem, de 28 anos de idade, fortemente indiciado da prática de um crime de furto qualificado em Ponta Delgada.

Na sequência da PSP ter sido acionada para uma ocorrência relacionada com um furto de peças de joalharia no interior de uma residência situada na freguesia de São Pedro em Ponta Delgada, os policias após chegarem ao local, desde logo, recolheram várias informações que apontavam para a subtração de várias peças em ouro avaliadas em vários milhares de euros.

Decorrente das várias diligências concretizadas, a título urgente, por parte dos investigadores da Brigada de Serviço Permanente da PSP foi possível recolher indícios de que o crime se encontrava revestido em contornos muito particulares e que apontavam no sentido do autor do ilícito ter atuado de forma altamente direcionada para o preciso local onde os objetos valiosos de encontravam ocultados. 

Em resultado das diversas diligências policiais realizadas pelos investigadores da PSP, concretamente dirigidas por um Magistrado do Ministério Público de Ponta Delgada, foram recolhidos elementos probatórios suficientemente consolidados que indiciavam um familiar próximo das vítimas enquanto autor do crime, panorama que viria a ser totalmente confirmado aquando da apreensão de, praticamente, todas as peças de joalharia pertencentes à vítima e num quadro de circunstâncias que vieram a impulsionar a detenção urgente e fora de flagrante delito por iniciativa e ordem de autoridade policial.

De acordo com as investigações da PSP foi, ainda, possível constatar que o arguido é, igualmente, suspeito da prática de crimes recentemente ocorridos e relacionados com criminalidade violenta e grave, nomeadamente de violência doméstica, roubo agravado e furto de uso de viatura.

O arguido, já com antecedentes criminais relacionados com a prática de outros crimes contra o património e contra as pessoas, após ter sido sujeito a interrogatório judicial no Tribunal de Ponta Delgada aguardará os ulteriores termos do processo sujeito à medida de coação mais gravosa – prisão preventiva.

O Comando Regional dos Açores destaca a intervenção dos vários operadores de justiça no âmbito desta investigação, não só pela identificação e detenção do autor do crime e consequente recuperação de objectos de joalharia avaliados em valor superior a 20.000 euros, mas também pela prevenção de outros ilícitos por parte deste arguido comprovadamente toxicodependente e fortemente dependente de drogas duras que, por certo, daria prosseguimento à prática de crimes.  

CT/AÇORES/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o Diretor de Programação da Rádio Ilhéu, sediada na Ilha de São Jorge. É também autor da rubrica 'Cronicas da Ilha e de Um Ilhéu' que é emitida em rádios locais, regionais e da diáspora desde 2015.