LOCALSem categoria

Paulo Moniz defende jornalistas a tempo inteiro em todas as ilhas. RTP/Açores volta a ter correspondente em São Jorge.

237views


O cabeça de lista da AD/Aliança Democrática (PSD/CDS-PP/PPM) às eleições legislativas nacionais, Paulo Moniz, defendeu que a RTP/Açores deve ter jornalistas a tempo inteiro em todas as ilhas do arquipélago, tendo considerado um “passo no sentido certo” a recente contratação de uma correspondente para a ilha de São Jorge.
 
“A prestação do serviço público de rádio e televisão nas ilhas que não possuem delegação da RTP/Açores não pode continuar a ser feita por colaboradores pagos à peça, como acontece atualmente. Esta situação não garante a estabilidade daqueles trabalhadores, nem a sua total disponibilidade para o exercício das funções de correspondente. É necessário que a RTP/Açores tenha jornalistas a tempo inteiro em todas as ilhas”, afirmou o candidato da AD/Aliança Democrática, no final de uma reunião com o presidente da Câmara Municipal de Velas, no âmbito de uma visita à ilha de São Jorge.
 
Paulo Moniz, que esteve acompanhado pela também candidata Ana Catarina Silveira, salientou que a decisão da direção da RTP/Açores de contratar uma jornalista a tempo inteiro para a ilha de São Jorge – que estava sem correspondente há mais de três anos – representa uma “evolução positiva”.
 
“A contratação de uma correspondente a tempo inteiro para a ilha de São Jorge, com contrato de trabalho e não paga à peça, constitui um passo no sentido certo. Trata-se de uma evolução positiva e saudamos a direção da RTP/Açores por esta boa decisão. Esperemos que esta opção venha a ser replicada nas ilhas das Flores, Corvo, Pico, Graciosa e Santa Maria”, disse.
 
Para o candidato da AD/Aliança Democrática, “só com jornalistas a tempo inteiro em cada uma das ilhas, em que os correspondentes tenham uma perspetiva de carreira, é que o serviço público de rádio e televisão poderá ser cumprido na sua plenitude”.
 
Na visita à ilha de São Jorge, Paulo Moniz mostrou satisfação com a “resolução do impasse” relativo às Casas dos Magistrados de Velas, “para as quais o Município tem projetos que vinham sendo adiados por falta de resposta do Estado”.
 
“Enquanto deputado à Assembleia da República questionei o Ministério da Justiça sobre as Casas dos Magistrados de Velas. Fomos informados pelo senhor presidente da Câmara Municipal de Velas que o impasse foi resolvido recentemente. É com satisfação que vejo que o nosso trabalho na Assembleia da República contribuiu para resolver esta questão”, afirmou o cabeça de lista da AD/Aliança Democrática.

PSD/AÇORES/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.