SÃO JORGE

ATUALIDADE | Governo dos Açores quer Queijo de São Jorge como candidato a Património Cultural Imaterial da UNESCO

943views

O Secretário Regional da Agricultura e Desenvolvimento Rural anunciou hoje, em São Jorge, que o Governo Regional dos Açores pretende que se avance com uma candidatura do Queijo de São Jorge a Património Cultural Imaterial da UNESCO.

António Ventura, que falava em São Jorge, à margem da visita estatutária do Executivo àquela ilha, justificou esta ideia pelo facto de a agricultura em São Jorge ser “genuína”, não se registando “alteração do método de produção no modo como se obtém e como se transforma o leite”, o que faz desta “uma especificidade com 400 anos”.

“Vamos candidatar o saber fazer, todo o processamento, desde a obtenção do leite até à transformação, ou seja, não é o queijo em si, mas sim salvaguardar o saber fazer das pessoas, em que não há alteração desde a sua origem, desde os primeiros povoadores, até agora”, acrescentou.

“Tendo em conta aquilo que é uma agricultura genuína em São Jorge, interessa que o queijo passe acima de DOP, que tenha aqui uma qualificação, um atributo que o reconheça novamente a nível mundial”, destacou.

O governante considera que essa qualificação poderá vir a “potenciar os agroalimentos” dos Açores.

Para o efeito, o responsável pela pasta da agricultura adiantou que será criada uma comissão técnica que irá avançar com uma candidatura, mas frisou que “este é um processo que pode demorar entre um e dois anos”, desde a apresentação da candidatura à avaliação, uma vez que “há um rigor na avaliação técnica e respetiva aprovação”.

“Este é um atributo mais difícil de conseguir do que uma qualificação comunitária, como um DOP, um IGP ou um ITG, mas acreditamos que o queijo de São Jorge se posiciona muito bem para que o seu processo tenha este galardão”, adiantou.

GRA/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o Diretor de Programação da Rádio Ilhéu, sediada na Ilha de São Jorge. É também autor da rubrica 'Cronicas da Ilha e de Um Ilhéu' que é emitida em rádios locais, regionais e da diáspora desde 2015.