ÚLTIMAS

ATUALIDADE | Carnaval. Batalha de água – Oposição da APPAA a apoios públicos

382views

Os festejos de carnaval na Região assumem diferentes aspetos tradicionais, que ilustram a própria diversidade cultural de cada ilha.

A tradição é a transmissão de costumes que pertencem à cultura popular.

No entanto, há costumes, ou hábitos que foram sendo introduzidos, que alteraram, ou abastardaram, tradições antigas e que assumem aspetos intoleráveis numa sociedade pacífica, tolerante, civilizada.

A Associação para a Proteção e Promoção Ambiental dos Açores, APPAA, considera necessário quebrar o silêncio e transigência em relação à realização da “batalha de água”, num troço da avenida Infante D. Henrique, em Ponta Delgada, e que se repercute para as periferias.

A APPAA considera inaceitável que se mantenha o apoio público, incluindo a cedência de uma via pública, para um evento que tem impacto negativo no ambiente.

À utilização, dispensável, de camiões poluentes, acresce o uso de uma grande quantidade de sacos de plástico, cheios de água, usados como arma de arremesso. É uma afronta a todas as medidas que preconizam a redução do uso de plásticos, entre elas a da educação ambiental e o pagamento de taxas pela sua aquisição. É um desperdício inadmissível e nem é verdade que no fim desta situação se recolham todos os resíduos e despojos, porque uma grande parte permanece no local, nas periferias, inclusive na orla costeira.

Retirando o apoio e a permissão de uso do espaço público e também a divulgação lisonjeira através dos órgãos de comunicação social, deixaria de haver incentivo para participar numa manifestação de exibicionismo tardo-juvenil.

A APPAA, considerando útil que se manifestem outras vozes sobre este assunto, apela às entidades públicas e aos órgãos de comunicação social para que assumam as suas responsabilidades, deixando de dar apoios e proteção a uma manifestação tão degradante como desprestigiante para os nossos costumes.

APPAA/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o Diretor de Programação da Rádio Ilhéu, sediada na Ilha de São Jorge. É também autor da rubrica 'Cronicas da Ilha e de Um Ilhéu' que é emitida em rádios locais, regionais e da diáspora desde 2015.