ÚLTIMAS

ATUALIDADE | Bloco apresenta proposta na Assembleia da República para resolver problema de falta de faroleiros nos Açores

627views

O Bloco de Esquerda entregou na Assembleia da República uma proposta que recomenda ao Governo que garanta um reforço do número de faroleiros, através da abertura de novos concursos, e que assegure melhores condições de trabalho e salários através da criação do Estatuto Profissional de Faroleiro. Atualmente, nos Açores, encontram-se em funções 27 faroleiros para 16 faróis, quando seriam necessários, pelo menos, 34 faroleiros.

A situação crítica que se vive nos Açores foi assumida pela Associação Sócio-Profissional dos Faroleiros, que recentemente afirmou que os faroleiros da Região “são os que mais estão a sofrer com esta falta de pessoal”.

Este problema já tinha sido levantado anteriormente por Alexandra Manes, dirigente do Bloco, numa recente visita ao farol das Contendas, na ilha Terceira.

Alexandra Manes, também deputada do Bloco nos Açores, salienta que o reforço de faroleiros na Região é muito importante e que, para isso, é urgente valorizar esta carreira, para que se torne mais atrativa.

“É inaceitável que as condições laborais destes trabalhadores e trabalhadoras se venham degradando. Não só é urgente um reforço do quadro de pessoal – que tem sido negligenciado -, como também a valorização profissional dos faroleiros”, defende a proposta do Bloco.

O objetivo da proposta é “garantir a estes trabalhadores e trabalhadoras melhores condições de trabalho e adequadas ao exercício das importantes funções que desempenham, carreiras mais atrativas e melhores salários”.

O Bloco de Esquerda considera que é urgente travar a degradação das condições de trabalho destes profissionais e que o Governo da República tem responsabilidade direta sobre esta matéria.

A urgência em contratar mais faroleiros já está identificada pelos profissionais e pelo próprio governo, no entanto, existe um impasse criado pelo Ministério Finanças, que tarda em dar autorização para a abertura de um novo concurso para formação de faroleiros.

Há ainda um outro aspeto preocupante: se o curso não for aberto até ao final de 2023, perde-se a respetiva certificação, o que irá atrasar ainda mais a formação e contratação destes profissionais que são essenciais para garantir a segurança da navegação marítima.

BE/AÇORES/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o Diretor de Programação da Rádio Ilhéu, sediada na Ilha de São Jorge. É também autor da rubrica 'Cronicas da Ilha e de Um Ilhéu' que é emitida em rádios locais, regionais e da diáspora desde 2015.