REGIONAL

ATUALIDADE | Açores desde hoje com período de isolamento de cinco dias para quem testa positivo à covid-19

| Fotos: SRSD
315views

A Autoridade de Saúde dos Açores encurtou para cinco dias o período de isolamento para quem testa positivo à covid-19.

O anúncio foi feito na tarde de segunda-feira, em Angra do Heroísmo, pelo Secretário Regional da Saúde e Desporto, Clélio Meneses.

“Os casos positivos passam a ter cinco dias de isolamento e se não apresentarem sintomatologia, durante esses cinco dias, ou mesmo no final dos cinco dias, deixam de fazer isolamento e passam a ter a obrigatoriedade de cuidados comportamentais, específicos e rigorosos, nomeadamente o uso de máscara, sem isolamento, mas se continuarem com sintomatologia, mantêm o isolamento até terminar a sintomatologia”, esclareceu o governante 

Em relação aos contactos próximos de alto risco, o governante adiantou que “se forem coabitantes com um caso positivo, independentemente de estarem ou não vacinados, com vacinação primária ou dose de reforço, e também os contactos de alto risco, sem vacinação completa, ou que passados seis meses da vacinação com Pfizer, ou dois meses de vacinação com Janssen, ainda não tenham dose de reforço, também têm de ficar cinco dias em isolamento profilático”.

Neste caso “fazem teste ao 5.º dia e se o teste for negativo, passam a ter os mesmos cuidados referidos atrás. Se forem positivos, obedecem exatamente aos critérios dos casos positivos que acabei de referir”, frisou. 

“Se não for coabitante de um caso positivo e tiver vacinação válida e completa, ou vacinação de reforço, não faz qualquer tipo de isolamento, usando máscara e fazendo também avaliação de sintomatologia, realizando um teste ao 5º dia”, referiu ainda Clélio Meneses, advertindo que “se forem evidenciados alguns sintomas, têm de ficar em isolamento e inicia-se o processo para casos positivos”. 

Os cinco dias de isolamento “são contados da evidência da doença, ora sintomatologia, ora qualquer teste que tenha tido resultado positivo”, esclareceu Clélio Meneses, justificando que o período de isolamento agora determinado tem por base os argumentos de entidades internacionais e especialistas nacionais, segundo os quais “a maior carga viral ocorre nos dois dias anteriores e até aos três dias posteriores da sintomatologia”. 

“Se até ao 5.º dia não há sintomatologia, é entendido que há condições para ser determinada a alta e os contactos próximos que até ao 5.º dia não testem positivo, ou não tenham sintomas, raramente testam positivo nos dias posteriores. É tendo em conta estas evidências e estas conclusões da ciência que é determinada esta decisão de encurtar para cinco dias o prazo de isolamento”, reiterou. 

Por outro lado, o governante anunciou a reabertura no próximo dia 6 do centro de vacinação no Pavilhão das Portas do Mar, em Ponta Delgada “como mais uma resposta à necessidade de vacinação em massa da população com a dose de reforço”.

GA/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.