REGIONAL

AÇORES | “Violas do Atlântico” pretende passar a formato bianual

238views

O Festival “Violas do Atlântico” teve a sua 12.ª edição anual consecutiva, no passado mês de Julho, em São Miguel. Nos últimos 12 anos a Viola da Terra tem sido anfitriã das diversas Violas de Arame Portuguesas, juntando-as num diálogo musical que tem procurado demonstrar a riqueza das nossas Violas, bem como a sua complementaridade musical.

O evento costuma contar com 2 concertos, um na Ribeira Quente, Sede da Associação de Juventude Viola da Terra, e outro noutro Concelho da Ilha.

Em 2022 a Viola da Terra recebeu a Viola Amarantina. Rafael Carvalho e Ricardo Fonseca apresentaram cerca de uma dezena de músicas em conjunto, o maior número de peças partilhadas por duas Violas, em todas as edições do Festival, onde os músicos apresentam, ainda, diversas modas a solo.

Tendo em conta a forma como o evento decorre, ao trazer um músico convidado, pela forma como também tem tido convidados locais e muitas vezes Escolas de Violas nos concertos, a Associação de Juventude Viola da Terra entende pertinente e importante que o evento decorra duas vezes por ano, com diferentes convidados, no sentido de poder crescer ainda mais, trazer mais convidados de mais Violas de Arame, e, também, continuar a promover as Violas dos Açores, nas suas características de execução distintas.

Nesse sentido, uma edição seria no primeiro quadrimestre, e a segunda edição no Verão, até em outras Ilhas dos Açores, para alargar a abrangência do Festival, bem como diversificar e alargar a calendarização de eventos de promoção da Viola ao longo do ano.

Este é o segundo Festival mais antigo ligado à Viola de Arame, no nosso País, e tem proporcionado encontros musicais inéditos entre a Viola da Terra e as Violas convidadas. Da edição 2010, entre Viola “Micaelense” e Viola “Terceirense”, está em fase de produção um álbum, com os músicos Rafael Carvalho e Bruno Bettencourt. Após a concretização do mesmo, a Associação sonha com a edição de um álbum com todos os participantes nas edições do Festival.

VTAJ/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.