SÃO JORGE

AÇORES | ‘Trilhos da Psicologia’ passam pelo Corvo, Graciosa e São Jorge

784views

A direção nacional da Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP) e a direção da Delegação Regional dos Açores (DRA) vão visitar entre a próxima terça e sexta-feira (13 e 16 de junho) vários locais onde trabalham psicólogos nas ilhas do Corvo, Graciosa e São Jorge. É parte da iniciativa ‘Trilhos da Psicologia’, organizada pela Delegação Regional dos Açores da OPP.

A visita começa às 15:00 de terça-feira (13 de junho) na ilha do Corvo. A direção da OPP vai reunir-se com o único psicólogo da ilha na Unidade de Saúde da Ilha do Corvo (USIC).

Na quinta-feira (15 junho), às 14h30, há uma reunião na Escola Básica e Secundária de Velas, na ilha de São Jorge, que junta psicólogos que trabalham em diversos setores (educação, saúde e Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS).

Os Trilhos terminam na ilha da Graciosa, onde as direções da OPP e da DRA vão reunir-se também na Unidade de Saúde da Ilha da Graciosa (USIG) com psicólogos da área da educação, saúde e IPSS. Será na sexta-feira (16 junho) às 11 horas.

Em representação da direcção nacional da OPP estará o Bastonário Francisco Miranda Rodrigues, as vice-presidentes Sofia Ramalho e Renata Benavente e o vogal da direcção Tiago Pereira. A direcção da Delegação Regional dos Açores (DRA) vai estar representada pelo presidente Marco Santos e pelos membros da direcção Carla Rocha e Paula Domingues.

Os Trilhos da Psicologia são uma iniciativa da Ordem dos Psicólogos Portugueses que a consiste num conjunto de visitas a instituições locais, com o objetivo de conhecer melhor a realidade da intervenção psicológica de uma determinada região, promover e divulgar boas práticas e auxiliar na construção de redes de contacto locais, de forma a beneficiar os cidadãos da zona.

OP/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o Diretor de Programação da Rádio Ilhéu, sediada na Ilha de São Jorge. É também autor da rubrica 'Cronicas da Ilha e de Um Ilhéu' que é emitida em rádios locais, regionais e da diáspora desde 2015.