ÚLTIMAS

AÇORES | PS. Famílias e Empresas Açorianas precisam de respostas agora

537views

Vasco Cordeiro realçou, esta quarta-feira, que as famílias e as empresas Açorianas precisam de “respostas agora”.

O Presidente do PS/Açores e líder parlamentar do PS reagia desta forma a uma comunicação do Governo dos Açores, no Parlamento Regional.

Vasco Cordeiro destacou que “há assuntos que afligem as famílias e as empresa Açorianas aos quais o Governo Regional não está a dar resposta”, acusando o Executivo de “estar desligado da realidade”, por não reconhecer aquilo que é “dito que nas ruas da nossa Região acerca da gravíssima situação financeira que vivem as famílias e as empresas Açorianas”.

O líder dos socialistas Açorianos entende que a tarifa Açores e a redução fiscal, que aconteceu já há algum tempo, “não são as respostas para os problemas das famílias e das empresas Açorianas”.

“O que os Açorianos gostariam de saber, para além das medidas que o Governo da República decidiu e que se aplicam nos Açores – e muito bem –  era quais é que são as medidas é que o Governo Regional tem pensadas, planeadas ou já em execução e que vão mais além, que ajudem mais as famílias Açorianas”, frisou.

“Os custos de juros e empréstimos aumentaram, eu acho que isso merece uma resposta”, afirmou o líder parlamentar do PS.

Vasco Cordeiro salientou que a medida criada pelo Governo dos Açores para a apoiar a subida dos créditos à habitação é “mais restritiva do que a medida nacional”, dando o exemplo de um casal que ganhe 1400 euros por mês, de forma combinada, que “só consegue usufruir do apoio do GRA se a despesa com o crédito à habitação ascender a 700€”.

Noutra frente, o Presidente do PS/Açores lembrou que as empresas dos Açores “tiveram um aumento na sua fatura elétrica na ordem dos 60%” e que o Governo já anunciou que não está pensado um apoio regional e que está a sensibilizar as entidades nacionais para esta situação, defendendo que o Governo Regional “deveria fazer mais”.

“Os fenómenos de indigência, de exclusão social, das dependências agravam-se não apenas nos indicadores do INE mas nas ruas dos principais centros urbanos dos Açores”, realçou o socialista.

Vasco Cordeiro contrariou a narrativa do Governo Regional de que a Agricultura “está a recuperar”, lembrando que neste mês o preço do leite pago ao produtor “já baixou 5 cêntimos por litro”.

O Presidente do PS/Açores alertou ainda que os dados mais recentes apontam que a Região “corre o risco de perder fundos comunitários no PO 2030”, realçando que “desde março que estão aprovados os regulamentos nacionais e nós cá ainda não abrimos nenhum anúncio” e questionando “onde é que está o sistema de incentivos que possa ajudar as empresas?”.

Vasco Cordeiro manifestou a sua preocupação por o Produto Interno Bruto (PIB) dos Açores, ou seja a riqueza que produzida na nossa Região, ter “recuado para níveis de 1998”.

“Não contesto que o Governo da coligação e as bancadas que o suportam salientem os méritos políticos da questão da tarifa Açores e da redução fiscal. O que contesto e lamento é que o Governo não tenha tido uma palavra em relação aquilo que as famílias e as empresas Açorianas sentem neste momento como questões que as preocupam e que dificultam a vida dos Açorianos. Os Açorianos necessitam de mais e melhor”, finalizou o Presidente do PS/Açores, Vasco Cordeiro.

GPPS/AÇORES/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o Diretor de Programação da Rádio Ilhéu, sediada na Ilha de São Jorge. É também autor da rubrica 'Cronicas da Ilha e de Um Ilhéu' que é emitida em rádios locais, regionais e da diáspora desde 2015.