REGIONAL

AÇORES | PS exige respeito do Governo Regional pelos utentes do Serviço Regional de Saúde

143views

“É com muita preocupação que temos acompanhado os acontecimentos das últimas semanas no Serviço Regional de Saúde, onde a arrogância e teimosia do Vice-Presidente do Governo, a ausência e incapacidade do Secretário Regional da Saúde e a falta de autoridade e capacidade de liderança do Presidente do Governo são diretamente responsáveis pelo caos a que infelizmente estamos a assistir”, refere João Paulo Ávila, do Secretariado Regional do PS Açores, em reação aos acontecimentos recentes no Serviço Regional de Saúde.

Para o dirigente socialista, “o desrespeito demonstrado pela classe médica, a inação e incapacidade para resolver atempadamente a situação e a forma como isso põe em causa a estabilidade, confiança e segurança dos cidadãos no acesso aos cuidados de saúde são inaceitáveis e, mais uma vez, evidenciam que os egos e lutas partidárias dentro do Governo, põem em causa a estabilidade que este sector exige”.

“É por isso que exigimos respeito pelos utentes.”

“Respeito por aqueles que, sem terem qualquer culpa por esta situação inaceitável, são confrontados com os resultados da incapacidade do Governo Regional que leva a uma situação caótica no Serviço Regional de Saúde, com especial evidência no Hospital do Divino Espírito Santo de Ponta Delgada, onde cada vez mais é evidente que o atual Conselho de Administração é parte do problema e não parte da solução”, alerta João Paulo Ávila.

“Respeito pelos utentes que, antes de mais, passa por respostas claras e fundamentadas sobre se, no Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, há ou não escalas de serviço completas e por turno, quem as assegura e qual o papel dos assim chamados tarefeiros neste processo, entre outras questões que têm a ver com a segurança dos Açorianos. A resposta clara e cabal a essas questões é o primeiro sinal de respeito que está a faltar para com o SRS, os seus utentes e os seus profissionais.”

Segundo o membro do Secretariado Regional, “as várias demissões que verificamos nos últimos dias são o culminar de vários alertas, feitos há vários meses, sem que isso merecesse uma ação rápida e eficaz do Governo Regional para garantir estabilidade, confiança e segurança aos cidadãos que acorrem aos serviços de saúde naquele Hospital.”

“Novamente, as lutas partidárias internas no Governo estão a comprometer o presente e o futuro dos Açores, onde o que mais interessa aos membros do Governo é a forma como sobrepõem a sua vontade e autoridade aos colegas de Governo, sejam ou não de outro partido, e não a qualidade de vida dos açorianos e o futuro dos Açores”, lamenta João Paulo Ávila.

PS/AÇORES/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.