REGIONAL

AÇORES | Catarina Cabeceiras afirma que sempre que há incumprimento por parte da República dos compromissos com a Região, está-se a hipotecar o futuro

210views

O CDS-PP Açores defende “a tomada de uma posição firme junto do Governo da República na defesa dos interesses da nossa Região”.

A declaração foi feita nesta quarta-feira pela deputada Catarina Cabeceiras, líder da bancada parlamentar do CDS-PP, que observa as “sucessivas falhas no cumprimento de alguns dos compromissos do Governo da República Portuguesa para com a Região Autónoma dos Açores”.

Catarina Cabeceiras enumerou diversas promessas que ficaram por cumprir, como sejam as relativas aos estabelecimentos prisionais de Ponta Delgada e da Horta, à Universidade dos Açores, ao Aeroporto da Horta ou à instalação de radares meteorológicos em três ilhas, promessa feita e reafirmada várias vezes, verificando-se que “infelizmente continuamos à espera dos radares das ilhas das Flores e São Miguel”.

“Estes incumprimentos hipotecam o progresso da nossa Região e o nosso futuro”, considerou a deputada do CDS-PP, recordando que “quando António Costa assumiu funções de Primeiro Ministro, falava-se então num novo impulso de desenvolvimento económico-social e de promoção da defesa dos interesses regionais, mas tal não se veio a verificar”.

Catarina Cabeceiras declarou que “a Autonomia dos Açores é um fator de desenvolvimento para o nosso País, pelo que não podemos consentir golpes à nossa Autonomia, que põem em causa o desenvolvimento da nossa Região”.

No entender da deputada, “é fundamental que exista uma comunicação ativa entre o Governo Regional e os deputados que representam a Região na Assembleia da República, pois os Açores devem estar sempre primeiro. É essa a nossa responsabilidade aqui perante os Açorianos e na Assembleia da República perante a Autonomia.”

CDS/AÇORES/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.