LOCAL

VELAS – ” O PS não tem programa para os Açores para além de querer manter o poder e a maioria absoluta “

191views

A três dias do fim da campanha, António Lima, coordenador do Bloco de Esquerda, está satisfeito com a “campanha de ideias” e de “apresentação de soluções” que o partido tem feito, e acusa o PS de estar preocupado apenas em manter o poder e a maioria absoluta.

Vasco Cordeiro “passou grande parte da pré-campanha em inaugurações de obras, apresentações de projetos, e lançamento de primeiras pedras” e durante a campanha “passou à fase da exigência da maioria absoluta”, o que demonstra que “o PS não tem programa para os Açores, para além de se manter no poder e manter a maioria absoluta”, disse hoje António Lima, numa visita ao porto de Velas, em São Jorge.

O candidato do Bloco de Esquerda diz que os Açores precisam é de “soluções para combater a precariedade, soluções para melhores transportes, soluções para recuperar a SATA, soluções para combater as listas de espera na Saúde, e soluções para combater o abandono escolar”, e a campanha eleitoral do Bloco de Esquerda tem passado por apresentar as propostas do partido para estes problemas.

“O PS não falou de nada disto na campanha”, assinalou o líder do Bloco de Esquerda.

No âmbito desta campanha pela positiva, de apresentação de ideias, António Lima anunciou hoje que o Bloco de Esquerda vai propor no parlamento que, no âmbito de uma próxima revisão das obrigações de serviço público para o transporte aéreo entre os Açores e continente, seja garantida a possibilidade de, pelo menos três vezes por semana, viajar do continente para as ilhas sem ‘gateway’ com partida e chegada no mesmo dia, sem necessidade de pernoitar nas ilhas que têm ligações diretas com o continente.

A atual situação obriga, muitas vezes, os passageiros de São Jorge, Graciosa, Flores e Corvo a pernoitar em São Miguel, Terceira ou Faial, por exemplo, quando vêm do continente, “o que implica custos acrescidos, com estadia, alimentação e transportes”, alertou Paulo Fontes, o candidato do Bloco de Esquerda em São Jorge.

Paulo Fontes aponta os Transportes e a Saúde como as prioridades para os próximos quatro anos no que diz respeito à ilha de São Jorge e defende que a Atlanticoline deve colocar um embarcação no porto de Velas de para que o transporte de passageiros entre as “ilhas do triângulo” comecem, a cada dia, em ambos os sentidos de manhã, à mesma hora.

O candidato do BE alertou ainda para as dificuldades com que os empresários da ilha de São Jorge se confrontam no que diz respeito ao transporte marítimo de carga. Há sempre uma enorme incerteza em relação à chegada da mercadoria ao porto da Calheta, o que implica transtorno e aumento de custos para os empresários.

BE/AÇORES/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.