ÚLTIMAS

SÃO MIGUEL | Governo dos Açores manifesta preocupação e desagrado com situação do aeroporto de Ponta Delgada

© Governo dos Açores
500views

A Secretária Regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas, Berta Cabral, recebeu na quinta-feira, em Ponta Delgada, o executivo da ANA – Aeroportos de Portugal e, em cima da mesa, ficou o compromisso de a empresa avançar com a ampliação da maior infraestrutura aeroportuária dos Açores, num investimento de vários milhões de euros.

Na reunião, Berta Cabral avançou com as principais preocupações do Governo dos Açores relativamente aos aeroportos da ANA da Região e, no caso de Ponta Delgada, demonstrou a necessidade imperiosa desta empresa dar sinais concretos de evolução e investimento estrutural.

O Presidente da Comissão Executiva da ANA, Thierry Ligonnière, afirmou que deverão arrancar até final deste ano intervenções para melhoria do conforto dos passageiros, seguidas, nos próximos anos, de obras faseadas de ampliação da pista e aerogare.

Em declarações aos jornalistas à saída da reunião, Berta Cabral referiu que “o aeroporto de Ponta Delgada está extremamente congestionado, sobretudo a aerogare”, tendo manifestado à ANA “o desagrado relativamente à situação que se vive hoje neste aeroporto, com muita exiguidade de espaço, em que é preciso criar outras condições para termos a qualidade de serviço que uma Região como a nossa, certificada, com o Turismo a crescer, tem de oferecer a quem” visita os Açores.

“Na reunião que tivemos com a Comissão Executiva da ANA foi-nos apresentada uma exposição com os cenários de evolução daquilo que será o novo Plano Diretor da aerogare e das placas de estacionamento do aeroporto de Ponta Delgada para dar resposta, num curto prazo, às necessidades que se têm verificado no dia a dia naquela infraestrutura”, acentuou.

A governante disse que foi ainda abordada no encontro a ampliação do aeroporto da Horta e as beneficiações no aeroporto de Santa Maria e das Flores.

O Presidente da Comissão Executiva da ANA referiu que as obras no aeroporto de Ponta Delgada vão avançar por fases, começando já a curto prazo (até final deste ano), representando um investimento de vários milhões de euros.

“A ampliação do aeroporto de Ponta Delgada vai decorrer a curto, médio e longo prazo. Estamos a fazer opções estruturantes e consistentes para o aeroporto de Ponta Delgada. Num curto prazo, estamos a trabalhar num conjunto de melhorias para dar melhor conforto aos passageiros”, disse, adiantando que vão ser otimizados vários metros quadrados na pista e na placa de estacionamento.

Questionada, entretanto, pelos jornalistas relativamente às exigências da Ryanair para manter as rotas nos Açores, Berta Cabral afirmou que há conversações tripartidas entre o Governo dos Açores, através da Visit Azores, a companhia aérea irlandesa e a ANA.

“No que toca à intervenção da Região, está tudo bem encaminhado, porém é necessário que esteja tudo fechado entre as três partes”, sublinhou.

“Sabemos que, neste momento, o que a Ryanair põe em causa são questões relativas à taxa de segurança, sobretudo, e ao ETS e isto refere-se a todos os aeroportos do país”, assinalou ainda Berta Cabral.

Aguarda-se que o Governo da República aprove e publique, tão depressa quanto o possível, uma portaria que atualize as taxas de segurança, o que redundará uma redução imediata dos custos para as companhias aéreas.

Sobre as taxas aeroportuárias, Thierry Ligonnière referiu que a Ryanair “mantém-se como um parceiro importante, assim como todos os parceiros regionais e os parceiros do turismo”, adiantando que “as taxas no aeroporto de Ponta Delgada são as mais baixas de todos os aeroportos geridos pela ANA em Portugal”.

GRA/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o Diretor de Programação da Rádio Ilhéu, sediada na Ilha de São Jorge. É também autor da rubrica 'Cronicas da Ilha e de Um Ilhéu' que é emitida em rádios locais, regionais e da diáspora desde 2015.