ÚLTIMAS

REGIÃO | “Vasco Cordeiro e Pedro Nuno Santos são os rostos do fracasso político da Habitação nos Açores”

238views

O Presidente do CDS-PP, Nuno Melo, afirmou nesta quinta-feira que, “se há fracasso político que junta Pedro Nuno Santos a Vasco Cordeiro, é o tema da habitação”.

Nuno Melo falava à entrada do Bairro Nascer do Sol, na freguesia de Santa Cruz da Praia da Vitória, acompanhado do Presidente do CDS-PP/Açores, Artur Lima, que apontou ser aquele “um bairro deixado ao abandono pelo Partido Socialista até 2020”.

Para Nuno Melo, “este bairro é um mau exemplo das políticas socialistas nos Açores e que permite uma leitura nacional”.

“António Costa prometeu um investimento de 1400 milhões de euros que reabilitaria 7500 habitações que serviriam 35 mil famílias”, lembrou, acrescentando que “num governo de oito anos, não reabilitou coisa nenhuma”.

“António Costa acabou a decretar politicamente e ideologicamente arrendamentos compulsivos e a estender a mão a Bruxelas, para tentar disfarçar a incompetência própria, que é extensiva, ainda, à Região Autónoma dos Açores, onde também existem problemas de habitação, mas por inépcia absoluta do Partido Socialista”, acusou.

Para o dirigente nacional do CDS-PP, apenas a “falta de reivindicação e total incapacidade de influência de Vasco Cordeiro junto do próprio Partido Socialista” explica que tenha deixado, no Bairro dos Americanos, “350 apartamentos ao abandono, pilhados, que o Governo da República nunca entregou, como seria suposto, à Região Autónoma dos Açores” para que pudessem servir as necessidades de habitação dos terceirenses.

Já Artur Lima observou que “quando a Coligação PSD/CDS/PPM chegou ao Governo dos Açores, tudo estava ilegal”.

“Nós conseguimos atuar relativamente ao Bairro Nascer do Sol: nós é que o legalizámos e loteámos, e, se não nos tivessem chumbado o Orçamento, tínhamos agora 92 casas para lançar a concurso ainda neste semestre para arrendamento com opção de compra para as famílias”, explicou o Presidente do CDS-PP/Açores que é também candidato da Coligação pela ilha Terceira às eleições legislativas regionais de 4 de fevereiro.

“É a diferença de uma política de habitação de direita para uma política de habitação da esquerda de Vasco Cordeiro, Pedro Nuno Santos e Andreia Cardoso”, vincou.

Nuno Melo fez a leitura de “uma Coligação PSD/CDS/PPM que tem governado de forma coesa e bem os destinos da Região” e considera que “Portugal inteiro pode beber desta Coligação muito do que de bom se pode fazer em comparação com o que tivemos nos últimos anos”.

“Portugal inteiro vive um momento decisivo. E, antes dessa viragem que tem de acontecer no País, há uma confirmação que tem de acontecer nos Açores no próximo dia 4 de fevereiro”, disse Nuno Melo, que apontou para “uma vitória muito sólida que permita à Coligação valer por si e não depender de terceiros, para que possa, no tempo de uma legislatura, fazer muito mais e muito melhor”.

“Porque acredito que a vitória da Coligação PSD/CDS/PPM aqui nos Açores será robusta, espero que esse resultado seja inspirador também para as eleições de dia 10 de março, a nível nacional”, concluiu.

CDS/AÇORES/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o Diretor de Programação da Rádio Ilhéu, sediada na Ilha de São Jorge. É também autor da rubrica 'Cronicas da Ilha e de Um Ilhéu' que é emitida em rádios locais, regionais e da diáspora desde 2015.