ÚLTIMAS

REGIÃO | “Graciosa está a ser prejudicada no transporte de pescado”

628views

Os deputados do PS/Açores eleitos pela Graciosa alertaram esta sexta-feira para a urgência na resolução do transporte de pescado da ilha para o exterior, por considerarem que a ilha está a ser prejudicada.

Destinando-se a maioria do pescado da ilha Graciosa à exportação, José Ávila e Manuel Ramos defenderam a necessidade de um rápido acesso aos mercados tradicionais, que, no caso da ilha, “acaba por ficar dependente do transporte aéreo de mercadorias que é feito pela SATA Air Açores”.

“Apesar do número de voos ter sofrido um incremento no período de verão IATA, seria lógico pensar-se que a disponibilidade, no que à carga aérea diz respeito, aumentasse na mesma medida do aumento dos voos, tal como as interligações com os voos para o exterior da Região, mas isso não está a acontecer, sendo assinalados constrangimentos quase diariamente pelo setor”, referiram os socialistas.

Apontando o desespero dos compradores em poderem exportar o seu pescado, “que ao ficar retido na ilha o preço acaba por cair, devido à perda do grau de frescura”, José Ávila e Manuel Ramos referem que os compradores estão, também, a perder “dinheiro e clientes”, para além dos pescadores que “correm o risco de não terem ninguém que lhes compre o pescado”.

“Neste caso, chega-se à conclusão que o aumento do número de voos sem prever estas situações serve de muito pouco”.

Assim, e através de um requerimento, os deputados do PS/Açores querem saber se o Governo Regional do PSD/CDS-PP/PPM, apoiado pelo CH e IL, “tem conhecimento destas dificuldades” e porque não resolveram, atempadamente, um constrangimento que está a afetar toda a fileira na ilha Graciosa.

José Ávila e Manuel Ramos questionaram ainda o executivo quanto à razão pela qual “não acompanharam a elaboração dos horários de verão da Sata Air Açores, de modo a evitar estes constrangimentos”.

GPPS/AÇORES/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o Diretor de Programação da Rádio Ilhéu, sediada na Ilha de São Jorge. É também autor da rubrica 'Cronicas da Ilha e de Um Ilhéu' que é emitida em rádios locais, regionais e da diáspora desde 2015.