ÚLTIMAS

PORTUGAL | NOS e Vodafone expandem parceria de partilha de fibra de última geração em 1,1 milhões de casas

384views

A NOS  e a Vodafone Portugal celebraram mais um acordo de desenvolvimento e partilha recíproca de fibra ótica, que abrangerá cerca de 1,1 milhões de casas a nível nacional. A extensão desta parceria reflete a capacidade dos operadores de encontrarem modelos que continuem a permitir viabilizar projetos de expansão das suas redes, em larga escala em benefício dos clientes.

Miguel Almeida, CEO da NOS afirma: “O acordo celebrado, na sequência de outros que temos vindo a implementar com sucesso ao longo dos últimos anos, materializa o compromisso e missão da NOS em levar as melhores e mais inovadoras soluções de comunicações, às famílias e empresas em todo o território nacional. Esta partilha de ativos, que permite à NOS chegar a mais de 6 milhões de casas com redes de última geração, contribui largamente para esbater as assimetrias territoriais que ainda existem, levando mais competitividade e escolha aos consumidores.”

A parceria assegura que as duas empresas mantêm total autonomia no desenho das ofertas comerciais e na escolha das soluções tecnológicas que decidam vir a implementar. Está igualmente assegurada a total independência na gestão da base de clientes de cada uma das empresas, bem como a confidencialidade no tratamento da informação dos consumidores.

Num contexto desafiante no que respeita à sustentabilidade do setor das comunicações, a partilha de investimento é um sinal muito positivo de procura de eficiência e geração de valor por parte dos operadores. Simultaneamente, esta parceria cria valor para o País, não só por aumentar o nível de cobertura de redes de fibra ótica de última geração, como por dinamizar a concorrência e a diversidade de oferta nas zonas cobertas.

CISION/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o Diretor de Programação da Rádio Ilhéu, sediada na Ilha de São Jorge. É também autor da rubrica 'Cronicas da Ilha e de Um Ilhéu' que é emitida em rádios locais, regionais e da diáspora desde 2015.