ÚLTIMAS

PONTA DELGADA | Primeira planta biotecnológica do mundo oferecida à Câmara Municipal.

815views

A empresa de investigação biotecnológica Algicel ofereceu à Câmara Municipal de Ponta Delgada a primeira planta biotecnológica do mundo. Uma planta criada na unidade piloto situada no Parque Industrial dos Portões Vermelhos.

Foi concebida em dois meses e resulta da combinação de duas tecnologias, painel solar e fotobioreactor inoculado com microalgas. Captura energia solar, faz fotossíntese, sequestra CO2 e liberta oxigénio.

A oferta foi feita durante uma visita da Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, Maria José Lemos Duarte, à unidade piloto, à escala industrial, para o cultivo de microalgas em fotobioreactores fechados.

No espaço é produzida a microalga de água doce aematococcus pluvialis com o objetivo de extrair a substância asta-xantina, dotada de propriedades preventivas e/ou tratamento de diversas situações de âmbito da saúde humana. Esta substância detém, em particular, a propriedade de ser o antioxidante mais potente que existe, quer na natureza, quer artificial.

Na ocasião, a edil destacou o espírito empreendedor dos investidores Maria Helena Pereira da Silva, Luís Filipe Teves e Gonçalo Mota e o facto de este ser um projeto que atesta a riqueza dos Açores e de São Miguel, que não se esgota na natureza. Este é, pois, um projeto que envolve inovação, ciência e tecnologia, gerador de emprego e importante para a economia local e para a própria promoção da região.

A empresa dispõe do Centro de Interpretação das Microalgas que está aberto ao público e os os visitantes podem fazer uma preparação microscópica e uma visita guiada ao processo tecnológico patenteado.

Em abril do ano passado a Algicel começou a comercializar a Azora Astaxanthin.

CMPD/GC/CC/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o Diretor de Programação da Rádio Ilhéu, sediada na Ilha de São Jorge. É também autor da rubrica 'Cronicas da Ilha e de Um Ilhéu' que é emitida em rádios locais, regionais e da diáspora desde 2015.