ÚLTIMAS

PONTA DELGADA | Município assume compromisso de expandir o legado de Natália Correia

Ponta Delgada, 16 Março 2023 ©Hugo Moreira
257views

O trabalho de projeção do pensamento e legado de Natália Correia promovido pela Câmara Municipal de Ponta Delgada será prolongado nos próximos anos e para além do colóquio comemorativo do centenário do nascimento de Natália Correia, cujos contributos dos estudiosos e especialistas participantes resultarão em livro, anunciou, esta quinta-feira, o Vereador Sérgio Rezendes.

A novidade foi avançada na sessão de encerramento do colóquio comemorativo do centenário do nascimento da escritora micaelense que decorreu no Auditório Municipal Natália Correia, justamente num dia que serviu também para assinalar os 30 anos do seu falecimento. 

“Usurpo mesmo as palavras de Natália ao afirmar que também a mim ‘A Morte de Memória preocupa-me’, comprometendo-me – à semelhança de todos os que aqui estão – de que o seu papel perdurará enquanto poetisa e exemplo de vida a todas as gerações”, assegurou o autarca, solicitando a todos os presentes o posterior encaminhamento das atas e comunicações realizadas durante o colóquio. 

Num discurso onde não esqueceu a forma como as reminiscências de infância da poetisa micaelense serviram para alimentar o “fogo e a excecionalidade” do seu próprio trajeto literário, artístico e político, Sérgio Rezendes enquadrou ainda Natália Correia no contexto da história contemporânea dos Açores e restante território português.

“Em resumo, Natália Correia acompanhou praticamente a História do século XX nos Açores, sendo espectadora e interveniente em Portugal e no mundo, em profundas mudanças sociais pelo seu relevante papel na Política, na Cultura, na Arte e na Sociedade, tornando-se um modelo de vida para todos nós”, enfatizou, revisitando e enaltecendo os testemunhos dos peritos e investigadores literários que dissecaram a obra e o lugar no tempo “de tão honrada poetisa”, ao longo dos três dias do colóquio.

Enquanto leigo na matéria, prosseguiu, “não me surpreendo pela visão cosmopolita e de vanguarda de Natália Correia, expressa nas comunicações de Eduardo Ferraz da Rosa; João de Melo; Vamberto Freitas e Diniz Borges”, disse, numa intervenção que não esqueceu a forma como as múltiplas dimensões da “escritora e musa artística” foram também exploradas por António Vilhena, Henrique Levy, José Enes, Anselmo Borges, Victor Meireles, Filipa Borges e José de Almeida Mello.  

“Relevo ainda o que foi referido pela sua dimensão empírica e mística das ilhas, refletida numa dimensão artística, associada, por exemplo, ao surrealismo, e outros ismos, bem patente nas apresentações de Armando Rosa, José Manuel Anes; Luís Filipe Sarmento, Ângela Almeida, Eduíno de Jesus, Elisa Costa Pinto e Fernando Da Costa. Enquanto açoriano e micaelense, em nada me surpreende o papel de Natália Correia no mundo, aliás como muito bem Álamo de Oliveira nos deu a conhecer”, reforçou o autarca.

CMPD/GC/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o Diretor de Programação da Rádio Ilhéu, sediada na Ilha de São Jorge. É também autor da rubrica 'Cronicas da Ilha e de Um Ilhéu' que é emitida em rádios locais, regionais e da diáspora desde 2015.