ÚLTIMAS

PICO | Beneficiação do Caminho do Cabeço do Fogo representou investimento global de cerca de 290 mil euros

© Governo dos Açores
553views

O Secretário Regional da Agricultura e Desenvolvimento Rural, António Ventura, e a Secretária Regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas, Berta Cabral, inauguraram esta quarta-feira a obra de beneficiação do Caminho do Cabeço do Fogo, nas Lajes do Pico, uma intervenção que esteve a cargo da Empresa Tecnovia – Açores, Sociedade de Empreitadas, S.A., e que representou um investimento global de 287.970 euros.

O Secretário Regional da Agricultura e Desenvolvimento Rural enalteceu a beneficiação do Caminho do Cabeço do Fogo, por considerar aquele um “caminho económico”, uma vez que são muitos os beneficiados pela utilização do seu trajeto, particularmente para transporte de gado para o Matadouro, assim como pelos agricultores que diariamente fazem entregas no Cooperativa de Laticínios ali existente.

Trata-se de um troço que liga a Estrada Regional N.º 1-2ª na zona da Silveira, freguesia e concelho das Lajes, à Estrada Regional N.º 2-2ª, junto ao Cabeço do Fogo, permitindo igualmente a utilização do seu trajeto por todo o tipo de utilizadores para ligações mais diretas e reduzidas entre estas duas vias.

Na ocasião, o responsável pela pasta da Agricultura fez referência ao Plano Estratégico para a Fileira da Carne elaborado pelo Executivo açoriano, que estabelece metas para esta fileira, “identificando as modalidades de produção de carne por ilha, onde a ilha do Pico se tem vindo a destacar, assim como os seus custos de produção”.

“Com este plano sabemos onde estamos e para onde queremos ir”, sublinhou António Ventura.

O governante manifestou ainda a intenção do Governo Regional de “fazer os possíveis por lançar ainda este ano o concurso internacional para a construção do novo Matadouro do Pico, no valor de 5,7 milhões de euros”.

Por sua vez, a Secretária Regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas assinalou que o caminho intervencionado “liga duas estradas regionais e que, para além da sua função específica, é também um fator de acessibilidade, algo fundamental para a coesão social e económica” da ilha do Pico.

A beneficiação deste caminho passou pela correção e pavimentação da via com betuminoso, numa extensão de cerca de 2.488 metros e 4,80 metros de largura.

De referir ainda que a estrutura do pavimento é constituída pelo leito do pavimento reperfilado, estabilizado e compactado como camada de sub-base, a aplicação de tout-venant como camada de base, devidamente compactada, ambas realizadas pelos Serviços Florestais do Pico, e para finalizar a aplicação da camada de desgaste em betuminoso.

Berta Cabral enfatizou que “a ilha do Pico sempre foi considerada a ‘Ilha do Futuro’, mas é cada vez mais a ‘Ilha do Presente’”, sendo um exemplo no aproveitamento da “infraestruturação promovida pelo Governo dos Açores para alavancar a atividade privada” e o desenvolvimento económico local.

A responsável pela pasta das Infraestruturas realçou, ainda, que “há vários investimentos estruturais a ser executados no Pico”, incluindo a variante à Madalena (integrada nos circuitos logísticos no âmbito do PRR), a obra de proteção da orla costeira de São Roque do Pico (cuja execução será plurianual), mas também a obra no Porto das Lajes do Pico em curso e o Centro de Saúde das Lajes do Pico, que apenas aguarda a definição da respetiva localização para se avançar com o anteprojeto e projeto.

GRA/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o Diretor de Programação da Rádio Ilhéu, sediada na Ilha de São Jorge. É também autor da rubrica 'Cronicas da Ilha e de Um Ilhéu' que é emitida em rádios locais, regionais e da diáspora desde 2015.