REGIONAL

ATUALIDADE | Serviço Regional de Saúde dos Açores com quatro projetos na final do Prémio de Boas Práticas em Saúde

64views

O Serviço Regional de Saúde (SRS) dos Açores colocou quatro projetos na final do Prémio de Boas Práticas em Saúde – de um total de cerca de 250 projetos candidatos, oriundos de todas as regiões do continente, e das regiões autónomas, passaram 13 à fase final, sendo que entre os finalistas ficaram três projetos do Serviço Regional de Saúde dos Açores na categoria de Melhor Projeto e um na categoria de Melhor Poster Científico.

A Unidade de Saúde de Ilha de São Miguel colocou dois projetos na categoria de Melhor Projeto, no âmbito da Integração de Cuidados de Saúde e Respostas de Proximidade: um tem o título “PROJETO BaLanSa – Bares e Lancheiras Saudáveis” e o outro “Equipa de Saúde Escolar da USISM: Experiência de Intervenção em Contexto Escolar na Ilha de São Miguel”.

Também o Centro de Oncologia dos Açores (COA), colocou entre os finalistas o projeto “Programa de Intervenção no Cancro da Cavidade Oral nos Açores (PICCOA)”.   

No âmbito das organizações de saúde “verdes”, a Unidade de Saúde da Ilha Graciosa viu o projeto “Black Box- A caixa da verdade (Higiene das mãos)”, no lote de finalistas na categoria de Melhor Poster Científico.

O Secretário Regional da Saúde e Desporto manifesta “satisfação e orgulho” por ver quatro projetos do SRS na lista final de finalistas e sublinha a importância deste prémio “pelo reconhecimento nacional e internacional dos projetos, desenvolvidos com rigor e eficácia, a favor dos utentes”.

“Colocar quatro projetos numa lista nacional com 13 finalistas, é a prova do empenho, da dedicação e da competência dos profissionais do SRS, que implementaram estes projetos em benefício das respetivas comunidades de ilha, ou no todo regional”, frisou Clélio Meneses.

O Prémio de Boas Práticas em Saúde é promovido desde 2006 pela Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Hospitalar, tendo por base potenciar o nível de saúde das populações e atender às necessidades e expetativas dos cidadãos.

O prémio é hoje uma marca nacional registada, amplamente reconhecida pelos serviços de saúde em todo o território nacional, reconhecida internacionalmente, mas sobretudo representa um símbolo da capacidade mobilizadora dos profissionais de saúde e do setor social, que se articulam com a saúde, expressa nas dezenas de projetos candidatos ao prémio anualmente.

GRA/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.