SÃO JORGE

ATUALIDADE | Obra na transversal trará imensas oportunidades de desenvolvimento para São Jorge, afirma Berta Cabral 

| Foto: SRTMI
481views

A Secretária Regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas afirmou na sexta-feira que a obra da transversal viária na ilha de São Jorge é objeto de reconhecimento da sua importância estrutural, configurando um privilégio e um orgulho para a população.

Berta Cabral falava na Auto de Consignação da empreitada à Tecnovia Açores, S.A., sinalizando que os objetivos centrais do PRR são encurtar distâncias, criar mais conforto e segurança e cumprir com legislação em vigor para a rede viária.

Porém, a governante destacou que se devem realçar, em particular, os efeitos positivos que uma obra desta natureza alavanca e as oportunidades que representa para a população e para o território.

“A obra pela obra é importante, mas é sobretudo importante pelas pessoas e pelas oportunidades de desenvolvimento que permite a essas pessoas viverem melhor na sua terra”, concretizou.

A Secretária Regional adicionou ainda que este tipo de intervenção na rede viária fomenta o empreendedorismo e potencia a criação de emprego, riqueza e oportunidades de investimento, para além de ser também uma oportunidade para o ordenamento do território, colocando o investimento público ao serviço da população, da ilha e dos Açores.

A obra, projetada pela TPF-Consultores de Engenharia e Arquitetura, representa um investimento global de €8.111.590, para um prazo de execução de 730 dias.

Trata-se de uma intervenção de reabilitação da estrada existente E.R. n.º 3-2.ª, com correção do traçado em três curvas perigosas, incluindo a estabilização de taludes, que permitirá diminuir distâncias e tempos de percurso na ligação entre costa norte e a costa sul da ilha de São Jorge e, por conseguinte, no acesso aos portos e aeroporto, localizados na costa sul.

Dos 10 circuitos logísticos integrados no âmbito do PRR nos Açores, é uma das obras com maior extensão, totalizando aproximadamente 13 km.

A Secretária Regional com a tutela das infraestruturas recordou, ainda, que o PRR, com um pacote de 92 milhões de euros, que já é uma exceção ao que vinha sendo prática nos fundos comunitários, poderá ser a última oportunidade para investimentos na rede viária e que, por isso mesmo, é importante levar esse investimento a quase todas as ilhas e gerar novas oportunidade de desenvolvimento.

A governante sublinhou que “este grande esforço aplicado na execução do PRR e na sua reprogramação, que permitiu um reforço de cerca de 30 milhões de euros, assenta em muito trabalho e num longo caminho, de projetos, concursos, expropriações e obra física”.

Neste momento, faltam apenas consignar três obras da rede viária no âmbito do PRR, designadamente em Santa Maria, na Terceira e a variante às Capelas, em São Miguel.

“A rede viária é fundamental em ilhas e a nossa precisa de permanentes melhoramentos, também por via da sua antiguidade”, recordou Berta Cabral.

A governante finalizou a sua intervenção explicando que o Plano de investimentos proposto pela da Secretaria Regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas para São Jorge em 2024 contempla cerca de 15 milhões de euros, tendo em vista o progresso, a conectividade, o bem-estar e o desenvolvimento da ilha e dos Açores.

GRA/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o Diretor de Programação da Rádio Ilhéu, sediada na Ilha de São Jorge. É também autor da rubrica 'Cronicas da Ilha e de Um Ilhéu' que é emitida em rádios locais, regionais e da diáspora desde 2015.