ÚLTIMAS

ATUALIDADE | Democracias são a “melhor referência para a visão da paz, do humanismo e da prosperidade dos povos”

© Governo dos Açores
556views

O Presidente do Governo dos Açores defendeu esta quarta-feira que as “democracias são a melhor referência para a visão da paz, do humanismo e da prosperidade dos povos”.

Falando em Angra do Heroísmo, na ilha Terceira, no encerramento da conferência internacional “Novos Desafios de Segurança e Defesa”, promovida pelo Governo dos Açores, José Manuel Bolieiro alertou para os “extremismos” que procuram “destruir o funcionamento da democracia”.

“É bom que no mundo da política, não só a interna mas a externa, as democracias se defendam e percam a tendência da ingenuidade, da pluralidade que procura destruir, pelos extremismos, o funcionamento da democracia”, observou.

Sublinhando a importância da “confiança nos comportamentos, nos procedimentos e nas atitudes”, o Presidente do Executivo açoriano deixou o desafio para que se “desconfie dos não democratas, mesmo aqueles que possam viver em democracia”.

O líder do Executivo repudiou a invasão da Rússia na Ucrânia e expressou “solidariedade ao povo ucraniano na defesa da sua identidade, soberania e integralidade territorial”, defendendo a importância do “funcionamento das democracias, o respeito integral pela Declaração Universal dos Direitos Humanos, pela integralidade soberana dos Países e pela definição de fronteiras”.

Segundo José Manuel Bolieiro, as “dimensões marítima e espacial de Portugal, com os Açores e com a Madeira, são uma referência transatlântica de centralidade e de importância e relevância para estas mudanças hoje cada vez mais emergentes”, atentos “os riscos e as ameaças” atuais.

Na mesma linha, o Vice-Presidente do Governo Regional, Artur Lima, que abriu esta conferência internacional, realçou o “relevante papel geopolítico” da ilha Terceira, designadamente através da Base das Lajes, que foi um “ponto de referência para a preservação da paz mundial”.

“Acredito que o nosso potencial geoestratégico não se perdeu com o tempo. A centralidade atlântica dos Açores e da Terceira continua, hoje, a ser um ativo não só para o nosso desenvolvimento regional, mas também para a manutenção da segurança global”, assinalou.

A conferência internacional “Novos Desafios de Segurança e Defesa” decorreu no Palácio dos Capitães Generais, em Angra do Heroísmo, e teve como orador principal Anders Adlercreutz, Ministro dos Assuntos Europeus e da Gestão de Propriedade no Governo da Finlândia.

Armando Mendes, Miguel Monjardino e Vladislav Lanovoy partilharam uma reflexão tendo como pano de fundo a guerra da Rússia com a Ucrânia e a reorganização em curso ordem mundial. 

GRA/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o Diretor de Programação da Rádio Ilhéu, sediada na Ilha de São Jorge. É também autor da rubrica 'Cronicas da Ilha e de Um Ilhéu' que é emitida em rádios locais, regionais e da diáspora desde 2015.