REGIONAL

ATUALIDADE | “Bloco é o único partido que tem compromisso dos deputados nos Açores e na República para defender poderes da Região sobre espaço e mar”

164views

O Bloco de Esquerda vai fazer tudo para travar a tentativa iniciada pelo atual Governo da República de retirar poderes aos Açores na gestão das atividades espaciais. Jéssica Pacheco, candidata à Assembleia da República pelos Açores, lembra que o Bloco é o único partido que já deu a garantia de, quer no parlamento dos Açores, quer na Assembleia da República, estar “unido na defesa da Autonomia”.

Numa visita realizada hoje às instalações da RAEGE Açores, em Santa Maria, a candidata do Bloco criticou a “estratégia de perna curta” do candidato do PS, que disse recentemente que o projeto de decreto-lei apresentado pelo governo de António Costa, que pretende retirar aos Açores os poderes de licenciamento e gestão das atividades espaciais, não será decidido em conselho de ministros até às eleições.

“Aquilo que Francisco César não consegue garantir é que após as eleições o projeto de decreto-lei não será aprovado em conselho de ministros”, disse Jéssica Pacheco. Ou seja, o candidato do PS pretende passar a ideia que a proposta não irá avançar, mas é incapaz de garantir que um futuro Governo do PS irá respeitar a autonomia dos Açores, mantendo os poderes da Região sobre as atividades espaciais.

“É isso que nos distingue do PS, mas também da AD” – coligação que junta PSD, CDS e PPM –, explicou a candidata do Bloco, que tem o compromisso claro, por parte da estrutura nacional do partido de defesa dos poderes dos Açores na área espacial – em que há um enorme potencial de desenvolvimento – tal como aconteceu no passado na questão da gestão do mar.

“O passado demonstra que no passado, todos estes partidos – PS, PSD e CDS – estiveram juntos para retirar poderes aos Açores sobre a gestão do mar”, recordou a candidata.

Na visita à RAEGE Açores, Jéssica Pacheco defendeu uma forte aposta na investigação científica como forma de potenciar as características únicas dos Açores, com o objetivo de atrair e fixar profissionais qualificados, que produzam conhecimento e riqueza para a Região.

“A aposta nestas atividades tem que gerar riqueza para a região. Os Açores não podem ser o local onde se instalam equipamentos, sem que haja um retorno económico para a Região”, daí ser tão importante garantir que o poder de decisão fica nos órgãos políticos regionais.

Jéssica Pacheco considera que os Açores têm sido alvo de “ataques centralistas inaceitáveis” e que é importante garantir que são “os Açorianos e Açorianas a decidir” sobre o que acontece nos Açores.

“Temos excelentes recursos e uma posição geoestratégica fundamental” e é preciso garantir que o poder de decisão e o retorno económico fica nos Açores e que “não pode ser a República a querer ficar com a gestão e com os benefícios da riqueza que é gerada nos Açores”, concluiu a candidata do Bloco à Assembleia da República pelos Açores.

BE/AÇORES/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.