ÚLTIMAS

ATUALIDADE | Berta Cabral sublinha importância do projeto de ligação entre a Via Vitorino Nemésio e a Circular de Angra

| Fotos: MM
498views

O PRR (Plano de Recuperação e Resiliência) dos Açores destinou 60 milhões de euros para a construção de dez variantes e reabilitação de estradas nas ilhas Terceira, Santa Maria, Graciosa, São Jorge, Pico, Faial e São Miguel.

As obras concluídas, em curso, em fase de conclusão de projeto e em vias de serem lançadas a concurso público são da responsabilidade da Secretaria Regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas, através da Direção Regional das Obras Públicas.

Segundo a Secretária Regional da tutela, Berta Cabral, esta medida tem como principal objetivo criar condições para um desenvolvimento económico mais equilibrado, promovendo melhores condições para a mobilidade dos operadores económicos, principalmente fora dos grandes centros urbanos.

“As intervenções na Rede Viária Regional visam, ainda, reduzir as distâncias, os tempos de percurso e os congestionamentos. Com o investimento em curso pretendemos expandir e melhorar as infraestruturas rodoviárias nos Açores, melhorar a acessibilidade aos centros populacionais e aos núcleos onde se concentra a atividade económica, bem como às principais infraestruturas de entrada em cada ilha. Pretendemos, por outro lado, intervir na construção de circulares aos principais centros urbanos, com redução das travessias urbanas”, refere a governante.

Berta Cabral reafirma, entretanto, que “nenhuma das estradas previstas no PRR ficará por construir”.

“Estamos a cumprir integralmente os prazos de execução”, vincou.

No total, no âmbito dos projetos financiados pelo PRR, serão construídos ou melhorados 34 quilómetros de estradas em sete das nove ilhas dos Açores.

Recorde-se que, em Santa Maria, por exemplo, está em fase de expropriações (declaração de utilidade pública) a Variante a Vila do Porto, num investimento de dois milhões de euros.

Já em São Miguel, está em curso a melhoria da acessibilidade entre Furnas e Povoação (1.º lanço da Variante às Furnas), no valor de 7,7 milhões de euros, uma obra deverá estar concluída em abril de 2024, assim como a Variante do Portal do Vento, nas Sete Cidades, que deverá ficar concluída em agosto próximo. Um investimento de 700 mil euros.

Ainda em São Miguel, está em fase de conclusão de projeto a Variante Capelas (30 milhões de euros), enquanto já se encontra concluída a Variante a São Roque (800 mil euros).

Na ilha Terceira, e já com projeto concluído, é para avançar, muito em breve, a empreitada que visa a promoção das condições de acessibilidade, mobilidade e segurança rodoviária na ligação entre a Via Vitorino Nemésio e a Circular de Angra, num investimento de 2,5 milhões de euros.

Já se iniciou, neste caso em concreto, o processo de expropriações, prevendo-se que o lançamento do procedimento ocorra em setembro próximo.

Entretanto, na Graciosa, a ligação entre a E.R. 3-2.ª e a E.R. 4-2.ª já foi adjudicada, devendo ter início em agosto deste ano, num investimento de 800 mil euros.

Na ilha de São Jorge, deverá ser adjudicada em breve a obra que prevê a promoção das condições de acessibilidade, mobilidade e segurança rodoviária — ligação entre o norte e o sul. Trata-se de um investimento de 5,3 milhões de euros.

A construção da circular à Vila da Madalena, na ilha do Pico, um investimento de 400 mil euros, está adjudicada e a obra deverá arrancar em agosto deste ano.

Por último, a construção da 2.ª fase da variante à cidade da Horta, ilha do Faial, está em vias de ser adjudicada. Esta obra representa um investimento de 7,8 milhões de euros.

GRA/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o Diretor de Programação da Rádio Ilhéu, sediada na Ilha de São Jorge. É também autor da rubrica 'Cronicas da Ilha e de Um Ilhéu' que é emitida em rádios locais, regionais e da diáspora desde 2015.