ÚLTIMAS

ATUALIDADE | ALA entende que este não é o momento para criar uma taxa turística em São Miguel

306views

O Presidente Associação do Alojamento Local afirmou ontem, em Angra do Heroísmo,
que “este não é o momento certo” para a criação de uma taxa turística em São Miguel.

João Pinheiro, que falava no 2.º Encontro do Alojamento Local dos Açores, que
decorre no Centro Cultural e de Congressos de Angra do Heroísmo, na ilha Terceira,
adiantou que a Associação de Municípios da Região Autónoma dos Açores (AMRAA)
devia “falar com os parceiros, para obter contributos e para que não haja
constrangimentos”.

Considerando que a taxa turística é uma taxa aplicada a turismo de massas, o
dirigente associativo lembrou que “a Madeira só este ano é que vai avançar” e o turismo
nos Açores é muito diferente do turismo massificado que a Madeira tem.

Para João Pinheiro, “temos todas as condições para termos uma taxa turística
específica dos Açores e não importar uma taxa qualquer”, sendo que a existir, a taxa
devia ser “cobrada à entrada nos Açores e não nos alojamentos”.

Já em relação à promoção do Destino Açores, realizada pela VisitAzores, o Presidente
da ALA disse não estar satisfeito, já que a principal promoção acaba por ser feita pelos
proprietários dos alojamentos locais, acrescentando que “o próximo governo tem de
olhar para o turismo como um setor vital para a economia dos Açores.

Estas foram algumas das ideias expostas no Painel subordinado ao tema “Papel do AL
no desenvolvimento turístico dos Açores”, onde foram oradores, além de João Pinheiro,
a Diretora Regional do Turismo, Rosa Costa, o vogal da AMRAA, Alexandre Gaudêncio e
Luís Silva, Presidente da Câmara Municipal de São Roque do Pico.

No segundo painel do primeiro dia deste encontro, foi debatida a “Realidade do AL
nos Açores”, que contou com quatro proprietários de ALs de diferentes ilhas, como
oradores, e onde houve pontos de consenso, nomeadamente quanto à falta de mão-de
obra para trabalhar no setor, ou a necessidade de vender o Destino Açores como um
destino de qualidade e não de quantidade, recebendo os turistas da melhor forma
possível, numa perspetiva de proximidade para com o cliente, diferenciando assim os AL
da hotelaria tradicional.

No terceiro painel do dia, houve espaço para as agências de viagens falarem sobre o
progresso que tem sido feito, pouco a pouco, no trabalho conjunto de promoção e venda
de dormidas nos AL, por parte das agências.

Em conclusão, agentes de viagens e ALA concordaram que este trabalho tem de ser
aprofundado, de forma a decidir qual a melhor forma de incluir os AL na oferta de
produtos das agências de viagens, de forma positiva para todos.


Com este painel foi possível perceber que nem todas as agências de viagens
trabalham da mesma maneira com o AL, já que há agências que abraçaram este setor há
largos anos, oferecendo um produto de confiança e diferenciado da hotelaria tradicional.

O 2.º Encontro do Alojamento Local dos Açores continua hoje, com a abertura dos
trabalhos prevista para as 9:00, para a realização de mais dois painéis durante a manhã:
um subordinado aos “Desafios para a afirmação do AL” e o outro ao “Posicionamento do
AL em 2024”.

O encerramento dos debates contará com a presença da Secretária Regional do
Turismo, Mobilidade e Infraestruturas, Dra. Berta Cabral.

À tarde, e já numa vertente virada para o trabalho interno, terão lugar dois workshops
sobre a “Importância do reporte estatístico da atividade do AL” e sobre “Como melhorar
o seu AL”. Por fim o Vice-Presidente da ALA, Adalberto Pinheiro, proferirá algumas palavras
aos associados, seguindo-se um momento musical, tendo os Art’Fado como
protagonistas.

ALA/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o Diretor de Programação da Rádio Ilhéu, sediada na Ilha de São Jorge. É também autor da rubrica 'Cronicas da Ilha e de Um Ilhéu' que é emitida em rádios locais, regionais e da diáspora desde 2015.