AGENDA

AGENDA | Programa para a prevenção do cancro gástrico arranca nos Açores

456views

O lançamento oficial do “Programa de Rastreio Oportunistas de Helicobacter pylori” terá lugar no dia 4 de março, segunda-feira, pelas 15 horas, na Farmácia Vasconcelos em Angra do Heroísmo, nos Açores.

A partir do próximo dia 4 de março, os residentes na ilha terceira podem realizar um rastreio gratuito que permite diagnosticar a infeção pela bactéria Helicobacter pylori (Hp). A identificação precoce e o respetivo tratamento de pessoas infetadas poderão contribuir para a prevenção do cancro gástrico.

Estima-se que 65 a 80% da população portuguesa tem Helicobacter pylori (Hp), uma bactéria que representa um importante fator de risco para cancro do estômago. Num país onde o cancro gástrico é dos mais frequentes e mais mortais, a prevenção assume assim um papel determinante.

Este Programa, explica João Macedo, membro do Grupo de Trabalho de Prevenção e Presidente do Conselho de Administração do Centro de Oncologia dos Açores Prof. Doutor José Conde (COA), «tem como objetivo contribuir para a prevenção do cancro gástrico através da identificação precoce e respetivo tratamento com antibiótico de pessoas infetadas por Helicobacter na ilha Terceira, na medida em que essa bactéria é comprovadamente um grande fator de risco para o cancro gástrico, um cancro com uma incidência elevada na região. Foi possível implementar este projeto através de uma parceria com diversas instituições públicas de referência, nomeadamente um consórcio entre o COA, o IPO do Porto e IPO de Coimbra que deram um suporte técnico e financeiro essencial e sem o qual não se conseguiria colocar em marcha esta iniciativa, bem como apoios de diversas instituições privadas e parceiros locais que se quiseram associar à iniciativa».

Através da colaboração de vários intervenientes na área da saúde, incluindo as farmácias da região e os laboratórios de diagnóstico do Hospital de Santo Espírito da Ilha Terceira, pretende-se testar uma estratégia complementar ao rastreio do cancro gástrico em Portugal com uma abordagem de proximidade. «A participação das farmácias, que usufruem de uma relação privilegiada e de grande confiança com a comunidade, contribui para a adesão ao projeto através da acessibilidade e comodidade no acesso ao rastreio» faz notar Teresa Almeida, membro do Grupo de Trabalho de Prevenção e da direção da Associação Nacional das Farmácias.

Também Vania Fernandes, membro do Grupo de Trabalho de Prevenção e Secretária-Geral da Associação de Farmácias de Portugal, sublinha o importante papel da farmácia, enquanto local privilegiado de saúde, e do farmacêutico comunitário para o esclarecimento e sensibilização da população. «As farmácias são um importante aliado deste programa de rastreio gratuito da Helicobacter pylori. Por seu lado, os farmacêuticos comunitários são muitas vezes os primeiros profissionais de saúde a quem os utentes recorrem para esclarecer as suas dúvidas e desempenham um papel preponderante na sensibilização das populações para a importância da prevenção da doença», afirmou.

São elegíveis para o rastreio pessoas saudáveis, com mais de 18 anos, e que estejam inscritas nos centros de saúde da região. O Programa irá acompanhar e monitorizar a população elegível ao longo do tempo, tendo uma duração prevista de 6 meses, avaliando a viabilidade de diagnóstico de Hp num contexto real e promovendo a literacia dos cidadãos.

Segundo José Dinis, diretor da Estratégia Nacional para as Doenças Oncológicas, esta iniciativa «É uma resposta alinhada da sociedade civil à Estratégia Nacional de Luta Contra o Cancro cujo pilar do diagnóstico precoce prevê a implementação de novos rastreios, incluindo o rastreio do Cancro Gástrico. Considero que este estudo aportará conhecimento científico proveniente da realidade portuguesa de importância fundamental para a implementação em Portugal do programa de rastreio de base populacional do cancro gástrico. Deste modo considero que o estudo proposto é de indiscutível interesse público pelo que merece o apoio do Programa Nacional das Doenças Oncológicas/DGS».

No final, o programa propõe-se obter dados que permitam avaliar o impacto potencial na prevenção do cancro do estômago e a escalabilidade do projeto. Estes resultados serão relevantes para ponderar a possibilidade de alargamento deste programa de rastreio a todo o país.

A iniciativa chama-se Programa de rastreio Oportunista de Helicobacter pylori (POHp) e resulta do trabalho desenvolvido pelo Grupo de Trabalho de Prevenção do National Cancer HUB, criado pela Agência de Investigação Clínica e Inovação Biomédica (AICIB) e pela Direção-Geral da Saúde (DGS), em linha com o Plano Nacional de Luta contra o Cancro 2021-2030. Localmente, será coordenado pelo COA, em colaboração com a Associação Nacional das Farmácias e o Hospital de Santo Espírito da Ilha Terceira.

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o Diretor de Programação da Rádio Ilhéu, sediada na Ilha de São Jorge. É também autor da rubrica 'Cronicas da Ilha e de Um Ilhéu' que é emitida em rádios locais, regionais e da diáspora desde 2015.