ÚLTIMAS

AÇORES | PS alerta para a falta de estratégia no setor do Ensino Profissional

221views

O Partido Socialista dos Açores manifestou, esta sexta-feira, a sua preocupação face à postura adotada pelo Governo do PSD-CDS-PPM, com o apoio do CHEGA e da Iniciativa Liberal, em relação às Escolas Profissionais da Região, que, perante “problemas complexos”, as deixou “nitidamente abandonadas à sua sorte”.

Salientando que a formação inicial dos jovens, quer optem pelo ensino regular ou pelas escolas profissionais privadas, sempre foi uma aposta dos Governos da responsabilidade do Partido Socialista, Sandra Dias Faria lamenta “a falta de coragem e de sabedoria demonstrada por este executivo” em agir correta e atempadamente na resolução de um problema que coloca, agora, em estado de alerta, pais, formadores e pessoal não docente.

Sandra Dias Faria, que defende a necessidade de a formação profissional abranger, também, novas profissões, “sob pena de não haver mão-de-obra qualificada para os novos desafios do mercado de trabalho”, lamenta, no entanto, que a única medida tomada pelo atual Governo, até ao momento, tenha sido a de tornar a Escola Profissional das Capelas num Instituto, “não se percebendo as vantagens desta alteração”.

Mas, para a socialista, e em relação a esta instituição de ensino, há ainda a lamentar que a anunciada requalificação do estabelecimento não tenha ainda iniciado, “não sendo conhecido, até ao momento, o lançamento do seu caderno de encargos que, de acordo como Plano de Recuperação e Resiliência, já deveria ter ocorrido, no primeiro semestre de 2022”.

“É verdadeiramente lamentável que este Governo se refugie nas regras de financiamento comunitário atuais e, ao mesmo tempo, não divulgue que regras negociou com a União Europeia e que serão utilizadas no próximo Quadro Comunitário de Apoio”, acrescentou.

Salientando que durante os mandatos do PS também se registaram dificuldades financeiras na transição entre Quadros Comunitários de Apoio, mas que nenhuma levou ao fecho de estabelecimentos de ensino, Sandra Dias Faria questiona quanto ao futuro das Escolas Profissionais na Região.

“No caso de a Escola Profissional do Pico fechar, será que vão colocar os formandos no Faial? Ou vão destruir-lhe parte do seu percurso formativo e integrá-los nas escolas do ensino regular do Pico?”, questionou a dirigente socialista, para lamentar que em dois anos deste Governo “o encaminhamento dos alunos do ensino básico para o ensino profissional tenha piorado consideravelmente”.

Manifestando, assim, solidariedade com as Escolas Profissionais da Região, “pela falta de transparência a que têm sido sujeitas, com a falta de diálogo construtivo que se tem verificado e com a tentativa de as tornar num bode expiatório dos encargos que são atirados para a mesa do contribuinte”, Sandra Dias Faria critica o facto de serem lançadas opiniões pouco esclarecidas para a comunicação social, numa tentativa desesperada de “amenizar e desvalorizar este problema complexo, reduzindo-o a uma simples avaliação económico-financeira quando não é”.

“É a vida dos alunos que está em causa, da sua formação e da vida de centenas de Açorianas e Açorianos que trabalham no setor”, reforçou Sandra Dias Faria, membro do Secretariado Regional do PS/Açores.

PS/AÇORES/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o Diretor de Programação da Rádio Ilhéu, sediada na Ilha de São Jorge. É também autor da rubrica 'Cronicas da Ilha e de Um Ilhéu' que é emitida em rádios locais, regionais e da diáspora desde 2015.