ÚLTIMAS

AÇORES | Mais de 60% dos jovens colocados no Estagiar U optaram por ter formação certificada

© Governo dos Açores
588views

Mais de 360 jovens, dos 594 colocados este ano no Estagiar U, optaram por frequentar formação online certificada, promovida e assegurada no âmbito deste programa de estágio profissional para jovens estudantes do Ensino Superior e residentes nos Açores, informa a Secretaria Regional da Juventude, Qualificação Profissional e Emprego, através da Direção Regional de Qualificação Profissional e Emprego.

Competências Digitais, Empreendedorismo e Inteligência Emocional são as áreas de formação, num total de 60 horas distribuídas por três horas diárias, em horário laboral, durante o mês do estágio. 

Assim, este ano, e por comparação com 2022, ano em que foi aprovado e entrou em vigor o novo Regulamento do programa Estagiar, regista-se o aumento percentual de jovens universitários (62% em 2023 e 54% em 2022) que escolheu complementar o seu estágio profissional com formação em áreas emergentes do conhecimento, transversais e abrangentes que enriquecem o seu portfolio de competências.

Os estágios, com duração de um mês, decorrem nos meses de julho, agosto ou setembro numa das 325 entidades promotoras com projetos aprovados este ano, a maioria das quais do setor privado (221), seguindo-se as Entidades Sem Fins Lucrativos (69), como são o caso das Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) que no ano passado passaram a ser elegíveis para o programa Estagiar.

O Estagiar U, instrumento de aproximação dos jovens ao mercado de trabalho, pressupõe 4 horas diárias em contexto laboral e três horas diárias dedicadas a formação, sendo atribuída uma compensação pecuniária mensal no valor da remuneração mínima garantida, montante reduzido em 50% nos estágios que não integram a formação ‘online’.

GRA/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o Diretor de Programação da Rádio Ilhéu, sediada na Ilha de São Jorge. É também autor da rubrica 'Cronicas da Ilha e de Um Ilhéu' que é emitida em rádios locais, regionais e da diáspora desde 2015.