ÚLTIMAS

AÇORES | IL manifesta-se contra. “Profundo centralismo do Governo relativamente à formação profissional”

504views

O Deputado da Iniciativa Liberal no Parlamento dos Açores, Nuno Barata, manifesta-se contra o que chama de “profundo centralismo do Governo Regional relativamente à formação profissional nos Açores”, bem como acusou o executivo de coligação PSD/CDS/PPM de “profundo desrespeito pelas escolas profissionais” da Região.

Em causa está a centralização da formação profissional preconizada pelo Governo Regional na antiga Escola das Capelas (ilha de São Miguel) no designado novo Centro de Qualificação dos Açores (instituto público criado com o voto contra dos liberais) e o anúncio dos apoios ao ensino profissional que não vão chegar às escolas profissionais dos Açores, denuncia Nuno Barata.  

“Todas as escolas profissionais estão a atravessar um período de grande dificuldade. O Governo Regional anunciou, já por várias vezes, que ia apoiar as escolas profissionais, que está ao lado do ensino profissional, preconizando que a Região precisa de qualificar os seus jovens e ativos. Agora, com o anúncio dos apoios da Região para a formação profissional, que tem por base 5 milhões de euros do PRR (Plano de Recuperação e Resiliência), ficamos todos a saber que esse dinheiro não vai para as escolas profissionais dos Açores, antes vai, única e exclusivamente, para a antiga Escola das Capelas, isto é, para o novo Centro de Qualificação dos Açores”, disse o parlamentar da IL.

“O Governo Regional do PSD/CDS/PPM enganou as escolas profissionais e enganou os pais e alunos que estão a entrar ou que já estão matriculados nas escolas profissionais desta Região, porque disse, reiteradamente, que ia apoiar o ensino profissional e que não iria fazer concorrência às escolas profissionais, mas, no final das contas, reserva para si, exclusivamente para si, um apoio de 5 milhões para o Centro de Qualificação dos Açores”, acentuou Nuno Barata.

Ora, perante esta centralização de verbas e apoios, o Deputado liberal não tem dúvida: “Isto significa um ato de profundo centralismo relativamente à formação profissional nos Açores, mas, acima de tudo, representa um ato de profundo desrespeito pelas restantes escolas profissionais dos Açores que, até agora, estiveram no terreno, a formar os nossos jovens e ativos e a criar condições para que as pessoas possam evoluir nas suas profissões”.

Para a IL estas decisões governamentais são “inqualificáveis”, pelo que merecerão a maior oposição dos liberais: “não vamos permitir que isso aconteça. Estamos a poucos meses de aprovar o próximo orçamento da Região e este é um mau indicador para o que se avizinha. A IL acredita na formação profissional e na educação como um verdadeiro elevador social, pelo que não vamos permitir que o Governo Regional avance com esta centralização de toda a formação profissional nas Capelas e que agonize as escolas de formação profissional desta maneira, escolas que até agora têm servido para formar e qualificar os nossos jovens e ativos”, afirmou Nuno Barata.

Recorde-se que o Deputado da IL votou contra a criação do Centro de Qualificação dos Açores e que o Governo Regional, aquando da sessão plenária onde a criação deste novo instituto público regional foi debatida e votada, negou que fosse intenção da Região centralizar toda a formação profissional na antiga Escola das Capelas. 

“Com esta medida fica aqui à vista de todos que o Governo Regional mentiu nas respostas que deu à IL no Parlamento, mentiu às escolas profissionais dos Açores e mentiu aos Açorianos, pois, agora, guarda para si todos os 5 milhões do PRR destinados à formação profissional nos Açores”, finalizou Nuno Barata.

IL/AÇORES/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o Diretor de Programação da Rádio Ilhéu, sediada na Ilha de São Jorge. É também autor da rubrica 'Cronicas da Ilha e de Um Ilhéu' que é emitida em rádios locais, regionais e da diáspora desde 2015.