REGIONAL

AÇORES | Governo apoiou famílias e trabalhadores em mais de 1,5 milhões de euros durante 2021 devido à covid-19

| Fotos: VPGR
186views

A Vice-Presidência do Governo, através do Instituto de Segurança Social dos Açores, IPRA, concedeu, durante 2021, no âmbito da crise pandémica da covid-19, um conjunto de apoios extraordinários às famílias e aos trabalhadores que alcançou o valor global de 1,5 milhões de euros. 

Para Artur Lima, o Governo Regional “centrou os seus esforços no apoio às famílias Açorianas e aos trabalhadores”, de modo a que estes “pudessem ultrapassar as dificuldades provocadas pela pandemia”.

“Numa fase de verdadeira emergência, criámos medidas excecionais para garantir uma proteção social firme e salvaguardar direitos sociais na Região”, salientou. 

Quanto aos apoios concedidos durante o corrente ano, salienta-se que, ao abrigo do Complemento de Apoio covid-19, apoiou-se agregados familiares no montante de 30 mil euros e unidades hoteleiras ou similares no valor de 75 mil euros. 

Através do Complemento Regional aos Trabalhadores abrangidos pelo regime de ‘lay-off’ simplificado foram apoiadas 772 pessoas singulares/agregados familiares no montante de cerca de 102 mil euros.

Por via do Complemento Açoriano de Apoio aos Trabalhadores Independentes beneficiaram 1.093 Açorianos, tendo sido despendidos 380 mil euros, enquanto que ao abrigo da Resolução do Conselho do Governo n.º 169/2021, de 9 de julho, foram já apoiados nove profissionais de informação turística, no montante total de 26 mil euros. 

Relativamente ao apoio criado pelo Governo Regional, através da Resolução do Conselho do Governo n.º 75/2021, de 14 de abril, para proteger os rendimentos dos pais que ficassem em casa, aquando do encerramento dos estabelecimentos de ensino, foi pago 893 mil euros, tendo esta verba sido destinada a apoiar 1.309 beneficiários.

Por fim, a campanha de monitorização de bem-estar dos idosos residentes nos Açores, criada para acompanhar as necessidades de apoio e sensibilizar para as medidas de autoproteção sanitária, alcançou 10.817 idosos, tendo sido contabilizadas 399 situações em que foi necessário providenciar apoio. 

“A Vice-Presidência do Governo estará atenta ao impacto social da pandemia e estes apoios serão acionados sempre que se justificar. Nenhum Açoriano pode ficar para trás”, frisou o governante.

GA/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.