REGIONAL

AÇORES | 230 candidaturas ao projeto-piloto “Novos Idosos”, avança Artur Lima

© Governo dos Açores | Fotos: J. Edgardo Vieira
119views

O Vice-Presidente do Governo, Artur Lima, salientou hoje que a adesão ao projeto-piloto “Novos Idosos” foi “muito expressiva”, informando que foram rececionadas 230 candidaturas, 104 em Ponta Delgada e 126 na Praia da Vitória.

“Neste momento, as equipas técnicas locais, afetas a cada instituição, estão a apreciar as candidaturas recebidas, verificando o cumprimento dos critérios de admissão e de elegibilidade ao Programa”, adiantou, lembrando que esta fase “implica a realização de visitas ao domicílio de cada idoso” e a “produção de um relatório social”.

Nesta fase experimental, o projeto “Novos Idosos” será implementado na Praia da Vitória e em Ponta Delgada, havendo 100 vagas disponíveis no ano de 2022.

O governante transmitiu ainda que já foram transferidos 53 mil euros para cada instituição de enquadramento, o Lar D. Pedro V e o Lar Luís Soares de Sousa, a fim de suportar, até ao final do corrente ano, a intervenção das respetivas equipas técnicas.

Artur Lima falava esta manhã na cerimónia comemorativa do 160º aniversário do Lar D. Pedro V, que decorreu na Praia da Vitória.

Durante a sua intervenção, o responsável pela área da solidariedade social sublinhou que o Lar D. Pedro V está “comprometido em promover os avanços sociais de que os Açores precisam”, realçando a “parceria inovadora com o Governo, com vista à implementação dos Novos Idosos”.

Para Artur Lima, o XIII Governo Regional dos Açores, que veio para “fazer diferente”, está a trabalhar para “alcançar um novo paradigma de bem-estar social” na Região.

A par do projeto “Novos Idosos”, financiado por verbas do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), o Vice-Presidente do Governo demonstrou que o Governo, num ano e meio, “fez ainda mais pelos idosos dos Açores”.

“Inovámos com a simplificação do COMPAMID o que permitiu, desde o início deste ano, que os pensionistas açorianos possam comprar os seus medicamentos na farmácia, sem terem de adiantar o seu dinheiro”, frisou.

“É bom recordar ainda que o XIII Governo Regional dos Açores contratualizou com as IPSS um valor-padrão histórico para a resposta de lar de idosos, que passou de 1.001€ por utente para 1.165€”, reiterou.

Artur Lima enalteceu ainda os 160 anos de existência do Lar D. Pedro V por ser uma “instituição de reconhecido valor para a localidade onde desenvolve a sua atividade” e por, desde o século XIX, oferecer o “melhor de si em prol daqueles que mais precisam”.

GRA/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.