REGIONAL

REGIÃO – Trabalhadores dos matadouros foram desrespeitados pelo Governo Regional, afirma CDS-PP

26views

Os candidatos do CDS-PP pela ilha Terceira às próximas eleições para a Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, Alonso Miguel e Andreia Vasconcelos visitaram, esta quinta-feira, o Matadouro da Ilha Terceira.
Na sequência desta visita, Alonso Miguel manifestou agrado pela forma competente em como decorreu o processo de certificação dos matadouros da Região, que representa mais um selo de qualidade para a nossa carne, bem como pela recuperação de alguma normalidade no que diz respeito aos números de abate de animais.

Os candidatos do CDS-PP destacaram também “o empenho e a dedicação dos trabalhadores dos matadouros da Região que, durante o período de confinamento resultante da pandemia da COVID-19, nunca baixaram os braços, garantindo que este importante serviço nunca tivesse sido interrompido”.

Alonso Miguel considerou, por isso, “lamentável que a recompensa do Governo Regional a estes trabalhadores tenha sido um processo de atribuição do subsídio de risco conduzido de forma vergonhosa. O Governo assumiu um compromisso, por escrito, com estes trabalhadores, em fevereiro deste ano, sendo que em julho, não só ainda não tinha cumprido com a sua palavra, como ainda levantava a possibilidade de não estar em condições de assumir o compromisso.” O candidato recordou que “o CDS apresentou um voto de protesto ao Governo Regional pelo incumprimento do compromisso assumido, voto esse que o Partido Socialista, de forma vergonhosa, não teve coragem de aprovar, num ato de profundo desrespeito por estes trabalhadores”.

“Em boa hora o CDS apresentou esse voto de protesto”, prosseguiu Alonso Miguel, “porque no dia seguinte o Governo Regional meteu marcha atrás e veio assumir publicamente que iria cumprir com a sua palavra. Mas o mais grave é que o Governo Regional e o Partido Socialista tenham tentado passar uma esponja neste assunto, pensando que, com meia dúzia de elogios vazios, fariam esquecer a forma deplorável como estes trabalhadores foram tratados, o que obviamente não é possível”.

Os candidatos do CDS-PP pela ilha Terceira verificaram agora, com satisfação, que os trabalhadores dos matadouros dos Açores irão finalmente começar a receber este subsídio de risco, que é “uma compensação mais do que justa para quem trabalha em condições manifestamente difíceis, com elevado risco e penosidade associados. Pena é que tenham tido de esperar quase 9 meses para usufruir desse direito”.

Alonso Miguel considera, portanto, “fundamental que, nestas eleições, o CDS-PP aumente o seu número de deputados no Parlamento Regional dos Açores, para que possamos ter ainda mais força para defender os trabalhadores açorianos e para que possamos impedir que situações, como aquela que se verificou com os trabalhadores dos matadouros dos Açores, voltem a acontecer”.

CDS/AÇORES/GC/MM/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.