NACIONAIS

SARDOAL | Atualidade. Ministro da Cultura sublinha mudança no ecossistema dos apoios às Artes

Ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva, na apresentação dos resultados preliminares globais dos Apoios Sustentados às Artes no ciclo 2023-2026, Sardoal, 5 dezembro 2022
103views

O Ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva, apresentou os resultados preliminares globais dos Apoios Sustentados às Artes no ciclo 2023-2026, destacando que num contexto de maior dotação, mais entidades apoiadas e valor mais elevado por entidade acresce agora um reforço no apoio a projetos pontuais, dotado com 9,7 milhões de euros.

O que está em curso é «uma mudança no ecossistema dos apoios às artes, que se reflete também no reforço para apoio a projetos», frisou o Ministro. O número total de entidades apoiadas no atual ciclo é de 211, o que representa um aumento de 13 por cento relativamente ao ciclo anterior (2018-2021). Já o valor médio por entidade apoiada cresceu de 118 141 euros para 198 863 euros. No total, o aumento dos recursos financeiros foi de 114 por cento.

A análise dos dados do atual ciclo aponta simultaneamente no sentido da renovação do tecido cultural e artístico, verificando-se que 61 entidades são agora pela primeira vez apoiadas, e que um número muito significativo – 51 – transitaram da modalidade bienal para a quadrienal, um indicador positivo de consolidação e estabilidade.

Pedro Adão e Silva falava no Centro Cultural Gil Vicente, Sardoal, no âmbito da 2ª conferência da Rede de Teatros e Cineteatros Portugueses, (RTCP), promovida pela Direção-Geral das Artes (DGArtes). Aos 9,7 milhões de euros disponíveis para projetos pontuais somam-se 5,1 milhões de euros para programação no quadro da RTCP e dois milhões de euros para apoio a projetos e itinerâncias no âmbito da Rede Portuguesa de Arte Contemporânea (RPAC).

P/GOV/PT/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.